Categorias:


Oi meus queridos!

Hoje eu venho com mais uma leitura do desafio fuxicando sobre chick-lits.

O tema do mês de março foi:

Para comemorar o Mês da Mulher, escolha um chick-lit cuja protagonista seja uma mulher independente.



A pílula do amor

Sinopse

A pílula do amorEsta poderia ser mais uma daquelas histórias em que a protagonista está na faixa dos 30 anos, é bonita, descolada, tem um emprego legal, uma mãe meio rebelde e sonha com um grande amor que de preferência não dê muitos palpites em sua vida. Poderia, se Amanda não contasse com um ingrediente a mais: ela é totalmente, absolutamente, hipocondríaca. Não passa uma semana sem se presentear com uma consulta ao novo especialista da cidade, seja lá qual for a especialidade.
A chegada de Brian à vida de Amanda bem que poderia dar uma virada de mesa nessa situação, mas ele tem um cachorro, o que inviabiliza qualquer possibilidade de romance. Afinal, Amanda prefere morrer solteira a conviver com os milhares de germes que habitam o corpo daquele animal "selvagem"...
A pílula do amor é um romance sobre neuras, mas sobretudo sobre tolerância. Brian saberá dar a Amanda o remédio de que ela no fundo precisa? E Amanda conseguirá descobrir qual é a verdadeira causa de seu problema e poderá ter uma vida normal e feliz? Descubra a resposta na divertida história de Drica Pinotti, um livro que fará você rir muito, lembrar de pessoas conhecidas e, principalmente, parar para pensar se não está levando as coisas muito a sério. 



Minha Opinião

  Eu não sabia direito o que esperar deste livro, não tinha lido a sinopse. Eu só sabia que ele era um livro chick-lit.
  Achei a temática do livro interessante. A Amanda é hipocondríaca e acabamos aprendendo muita coisa ao longo da leitura, pois vemos os seus medos, diversas doenças e temos muita informação sobre as doenças.
  A Amanda é um moça independente, mora sozinha, é advogada, tem o seu trabalho, mas essa doença atrapalha sua vida. A todo momento ela pensa que tem um doença diferente, vive indo ao médico, entra em pânico e liga para sua mãe.
  O sonho de sua mãe é que ela tenha um namorado. Pelo que entendi na história, essa doença acaba atrapalhando ela até nisso, pois ela tem toc e tudo é motivo de preocupação até mesmo em relação ao seu namorado. 
  Confesso que fiquei apavorada com a Amanda, pois conheço essas doenças, mas nunca conheci alguém que tivesse todas juntas e tantos problemas ao mesmo tempo.  
  Algo que me incomodou na história foi o fato da Amanda demorar para procurar ajuda, pois ao longo da história vemos que o caso dela de certa forma é grave pois a doença atrapalha a sua vida.
  A historia fica boa quando a Amanda começa a namorar. Ela implica tanto com seu vizinho que tem um cachorro, que acaba se apaixonando por ele. Bem, a partir daí ela substitui a mãe pelo namorado, ao invés de pedir socorro para mãe quando acha que tem alguma doença, ela chama o namorado.
  Acho que foi o primeiro livro chick-lit que eu li que eu não favoritei. O livro em si é bom, bem humorado, passa bastante conhecimento como eu já havia falado, e a história até me prendeu, mas não foi aquele livro que eu suspirei ou dei gargalhadas.
  Achei o final um tanto previsível, nada de mais. Fiquei sabendo que o livro tem a continuação, Antídoto.
  Fica a dica, para quem gosta do gênero e quer passar o tempo com uma boa leitura.






Beijinhos*


17 Comentários

  1. Oi Nessa!
    Eu acho interessante que o livro aborde essa questão da hipocondria e acredito que ela dê um tom interessante á história.
    Uma pena que não foi tão bom quanto o esperado! Vamos ver se um dia eu leio :)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Oi Nessa,
    Faz tempo que não venho aqui te visitar.
    Eu tinha muita vontade de ler este livr, porém, começei a ler resenhas dele e fui vendo do que se tratava e fui perdendo o animo. Hoje eu so leria se ganhasse ele.
    Adorei a resenha eu tmbm já fiquei um pouco assustada com a Amanda.
    Beijos,
    Katielle

    ResponderExcluir
  3. É o tipo de livro que eu gosto sabia, com uma problemática em um estilo leve. Peno que você não gostou tanto assim.
    Eu ainda me empolgo pra ler, afinal, muitos livros do gênero são previsíveis mesmo.

    liliescreve.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Nessa, que peninha que não foi tão bom quanto vc gostaria, não é mesmo?
    Eu não sou muito fã de chick-lit, então...bem, já sabe...
    Beijocas, princesa.
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Já gostei do livro! kkk Quero muito ler depois dessa resenha!!!!

    Beijooos

    http://kastmaker.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa,

    Ainda não tive interesse nessa leitura, acho que ainda não é o momento pra mim. Mas parece um enredo bom, tirando as falhas como a demora em procurar ajuda como disse. Quem sabe um dia eu leia.

    Beijokas elis

    ResponderExcluir
  7. Oi Nessa.
    Não tenho muito interesse e ler esse livro, apesar do tema me chamar a minha atenção, acho que não irei gostar tanto assim da história, por isso prefiro nem arriscar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  8. Oi Flor!
    Gostei do estilo do livro!
    Sua resenha ficou show!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    Livroterapias

    ResponderExcluir
  9. Ei Nessa, tenho curiosidade de ler algo da Drica Pinotti, mas que pena que não agradou ;~ Acho que esse livro tem continuação, né?
    Mesmo que não tenha arrancado gargalhadas, parece divertido.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Que fofo, eu gosto de chick-lits então essse já vai para a minha lista de desejados. Gostei ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa
    http://www.facebook.com/BlogEscutaEssa
    @blogescutaessa

    ResponderExcluir
  11. Já tinha ouvido falar desse livro, mas não me lembro muito bem se foi positiva.
    Eu gosto de chick-lits de maneira geral... E acho que darei uma chance a esse aí... não sei se a ideia de uma continuação é boa sabe?? :p

    Beijos,
    Carol e seus livros.

    ResponderExcluir
  12. Olá Vanessa,

    Esta aqui um livro que gostaria de ler, pela sua resenha parece bem engraçado...parabéns....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/


    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Adorei sua resenha! Mas não tenho muita vontade de conferir esse livro, não sei porque...

    Adorei seu blog, estou seguindo aqui!

    Beijos, Kamila

    http://www.vicio-de-leitura.com

    ResponderExcluir
  14. OLá Vanessa,

    Mesmo com uns pontos negativos citados na sua resenha eu gostaria de ler...parabéns pela resenha....abçs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Não é um livro que me chame muita atenção, Nessa, mas parece um passatempo, agradável. Mais do mesmo.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  16. Sou muito suspeita para falar desse livro pois adorei ele...e tem agora a continuação né? Quero ler com certeza o segundo...

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!