Categorias:


Oi meus amores, tudo bem com vocês?

Como vai a vida, ainda de férias? Eu já voltei a trabalhar e daqui duas semanas volto às aulas. Enquanto isso, vou aproveitando para ler muito. Bora conferir a dica de hoje em parceria com a Editora Arqueiro!!



O pacto (Amaldiçoado)
Joe Hill

Sinopse: Ignatius Perrish sempre foi um homem bom. Tinha uma família unida e privilegiada, um irmão que era seu grande companheiro, um amigo inseparável e, muito cedo, conheceu Merrin, o amor de sua vida. Até que uma tragédia põe fim a toda essa felicidade: Merrin é estuprada e morta e ele passa a ser o principal suspeito. Embora não haja evidências que o incriminem, também não há nada que prove sua inocência. Todos na cidade acreditam que ele é um monstro. Um ano depois, Ig acorda de uma bebedeira com uma dor de cabeça infernal e chifres crescendo em suas têmporas. Além disso, descobre algo assustador: ao vê-lo, as pessoas não reagem com espanto e horror, como seria de esperar. Em vez disso, entram numa espécie de transe e revelam seus pecados mais inconfessáveis. Um médico, o padre, seus pais e até sua querida avó, ninguém está imune a Ig. E todos estão contra ele. Porém, a mais dolorosa das confissões é a de seu irmão, que sempre soube quem era o assassino de Merrin, mas não podia contar a verdade. Até agora.Sozinho, sem ter aonde ir ou a quem recorrer, Ig vai descobrir que, quando as pessoas que você ama lhe viram as costas e sua vida se torna um inferno, ser o diabo não é tão mau assim. Joe Hill, autor de A estrada da noite e Nosferatu, já foi aclamado como um dos principais novos nomes da ficção fantástica. Em Amaldiçoado, o sobrenatural é pano de fundo para uma história de amor e tragédia, de traição e vingança. Um livro envolvente, emocionante e cheio de suspense que nos leva a refletir: em matéria de maldade, quem é pior, o homem ou o diabo? 




Hoje venho falar de um livro que fez eu sair da minha zona de conforto e realmente pensar em situações da vida.
Preciso dizer que o autor Joe Hill é genial em seus livros, ele cria histórias que eu nunca imaginei, são histórias diferentes e que nos levam para outro mundo. Ele cria contextos de horror, que chegam nos causar medo. As situações parecem normais e ao mesmo tempo nos arrepiam. 

Aqui conhecemos o Ig, que uma certa manhã ele se acorda e está criando chifres em sua cabeça, e sem saber o que fazer ele começa a procurar pessoas conhecidas, sua família, até na igreja ele vai e ninguém consegue ajudá-lo. Na verdade sua família lhe dá as costas, pois ele está sendo acusado de ter matado sua namorada, mas as peças não se encaixam, ele diz que não foi ele e ao mesmo tempo não se lembra de nada. Merrin é estrupada e morta, a forma com foi encontrada é terrível.

O livro é intercalado entre o passado e o presente de Ig, ele começa se lembrar de como conheceu seus amigos e Merrin e aos poucos ele vai desvendando a verdade. Ele diz que não foi ele quem o matou e quer provar isso, mas ninguém acredita nele.

O mais interessante é que com os chifres o Ig ganha um poder que quando ele encosta nas pessoas ele descobre o que elas realmente pensam, ou coisas que fizeram no passado. É como se as pessoas se revelassem para ele, ou melhor, revelam os seus demônios.

Fiquei muito instigada com essa história, eu queria muito saber porque o Ig estava criando aqueles chifres, afinal ele era um demônio? Fiquei pensando mil coisas, tentando perceber o que realmente o autor queria dizer com essa história, e no final eu tirei minha própria conclusão.

Todas as pessoas que Ig teve contato, tinham algum pensamento ruim dentro de si, ou coisas terríveis tinham feito no passado e isso me fez pensar que por mais que sejamos pessoas corretas, em algum momento de nossa vida já pensamos algo ruim, por mais que não quiséssemos.

Me surpreendi com o rumo da história, com o desfecho e principalmente com o final. Confesso que eu queria um outro final, na verdade eu ainda busco explicações. Terminei a leitura e continuei refletindo e pensando no Ig...

Achei a história muito bem bolada, a escrita é envolvente e nos deixa curiosos pelo desfecho. Para quem gosta de livros de horror fica aí uma dica.

Apesar de ter gostado do livro, preciso dizer que não foi uma leitura prazerosa, porque me causou um certo desconforto, tive sensações diversas como por exemplo, de medo, horror e repulsa, como se eu não acreditasse no que estava lendo. Mas de certa forma o autor conseguiu me levar para aquele mundo que ele criou, pois fiquei muito curiosa para saber o final e me fez realmente pensar nos demônios que cada um carrega dentro de si e que não são revelados.

Pretendo ler outros livros do autor, porque cada vez que termino de ler um livro de Joe Hill fico curiosa para conhecer uma outra história sua, um outro mundo.


O livro foi adaptado para as telonas, pelo que vi no trailer tem a essência do livro aí. Eu ainda não assisti, mas estou bem curiosa e pretendo logo assistir. veja o trailer.

                 






8 Comentários

  1. Oi Nessa, realmente tem alguns livros que conseguem nos tirar da zona de conforto. Eu ainda não li nada de Joe Hill, mas sempre vejo comentários elogiando seus livros. Gostei do que você comentou sobre esse, e esse mistério parece fazer com que queiramos logo saber as respostas.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Ounnn, o que mais eu preciso para ler este livro ou qualquer coisa do autor? Na verdade eu sempre quis ler algo dele e acho que preciso aproveitar antes que o filme saia né. Dica notada com dúvida.

    Beijo, Vanessa Meiser
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi colega!! Eu li o livro e tirei as mesmas conclusões que tu: Senti repulsa, medo, nojo (tive até pesadelo com a história!) e não gostei do final, mas não pretendo ler mais nada dele. Não é meu estilo de livro.

    Beijoooos!!

    ResponderExcluir
  4. Li apenas um livro do Hill, mas foi exatamente essa sensação de estar em um novo mundo que me deu a certeza de que preciso ler outros livros, por isso é bom saber que acontece nesse também. Não vejo a hora de ler. :D

    Beijos,
    Ricardo - www.overshockblog.com.br

    ResponderExcluir
  5. Livros de horror é? Não sou muito fã... mas sua resenha faz pensar sobre esse livro...

    ResponderExcluir
  6. Oie Nessa
    sou louca pra ler qualquer coisa do Joe, e por esse livro está em evidência por causa do filme, quero ler para conferir o filme depois.
    bjos
    www.mybooklit.com

    ResponderExcluir
  7. Bom dia Vanessa,

    Não li nada do autor ainda, mas sua resenha me deixou curioso, mas só leria se fosse com a capa original essa do filme é horrível....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Nessa, eu tenho esse livro, mas é a edição antiga e ainda não li, lembro de ter comprado numa promoção do submarino depois de ver vários comentários sobre o livro. Assim como você quando for ler também irei sair da minha "zona de conforto literária", as vezes é bom a gente ler outros gêneros, eu espero gostar da história, livros nesse estilo nos fazem querer devorar a leitura. Também espero conferir a adaptação no cinema. Gostei muito da sua resenha.

    Beijos!!!
    @jannagranado
    @lpdiversao
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!