Olá Pessoal!! Tudo bem?

Hoje vou indicar o livro Perdido em Marte do autor Andy Weir, um livro de ficção científica cheio de suspense que os fãs do gênero vão adorar.


Perdido em Marte

Andy Weir

Perdido Em Marte
Sinopse

Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho.

Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente.
Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate.
Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável, ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência.
Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá.
Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor.





Nessa obra temos como protagonista Mark Watney, que é astronauta, botânico e engenheiro, que durante uma missão a Marte, por uma imensa infelicidade, fica preso em Marte após um acidente durante uma tempestade de areia, a qual o deixou desnorteado, com um ferimento leve e totalmente incomunicável. Os demais astronautas que estavam na sua missão conseguem sair do planeta em segurança e seguir em direção a Terra, mas com um sentimento de imensa tristeza, pois todos acham que Mark morreu durante o acidente.


A falta de comunicação é um pequeno problema para Mark Watney comparado a quantidade de alimentos que ele possui para sobreviver, pois a próxima missão à Marte demora cerca de três anos, sendo que a quantidade de alimentos que ele possui só duraria um ano, assim ele morreria de fome até um possível resgate. Mas a palavra desistir não consta no dicionário de Mark e com o seu conhecimento na área de engenharia e de botânica vai desafiar todas as leis do Planeta Vermelho. Graças aos excessivos treinamentos que obteve, Mark consegue consertar o seu traje espacial e criar soluções para plantar batata em Marte e ter água para se hidratar, além de um ótimo plano para conseguir voltar a se comunicar com a Terra.


A narrativa do livro é dividida entre o diário de bordo de Mark Watney, que acontece em primeira pessoa e em alguns momentos é narrado em terceira pessoa pelo ponto de vista dos cientistas da Nasa, que se encontram na Terra, e os membros da missão abortada.

No inicio a leitura é bem interessante, mas aos poucos vai ficando cansativa devido à quantidade de termos técnicos a que somos apresentados, mas logo isso é superado e a leitura começa a fluir bastante, o humor negro de Mark é um ponto alto do livro, o suspense e a expectativa devido aos acontecimentos prende o leitor durante muitas páginas, não falta drama e tensão nessa trama e a questão moral que possui na história é ótima, para os fãs de ficção científica essa é uma leitura imperdível.



“A situação não está tão preta quanto parece. Não se engane, ainda estou na merda. Mas não tão atolado.” (Página 147).


Vale a pena lembrar que logo logo veremos o Mark Watney nas telas do cinema! Previsto para outubro!


Veja o trailer!! 


               





12 Comentários

  1. Oi, Vanessa! Tudo bem com você?
    Eu sabia do lançamento do filme, que alias estou doida para assistir mas não sabia nada sobre o livro.
    Muito obrigada pela dica!!
    Beijokas!!!
    http://viciadaporlivro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá,
    Esse livro é incrível, amo demais, li e adorei <3. Química pura!
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Olá, gosto desse tipo de história, mas algo é fato: se não souber levar a história ela rapidinho fica cansativa mesmo.

    ResponderExcluir
  4. Eu vejo o pessoal super elogiar este livro, acho que lembro da Nessa falando dele também. Vi que a Arqueiro está relançando com uma nova capa, deu vontade de ler...

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi Marco!

    Eu gostei muito desse livro, nunca tinha lido nada do gênero!! Estou bem curiosa para assistir ao filme, pelo que vi no trailer está bem fiel ao livro, vamos ver. beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá,tudo bem?!
    Gostei da premissa desse livro e não conhecia ele. Nem sabia do filme. Agora quero ler e assistir.
    ÓTIMA DICA.
    Abraço.
    - Diego, Blog Vida & Letras
    http://blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Ola! Tudo joia?
    Tenho muita vontade de ler esse livro.
    Solicitei ele esse mês ! To bem ansioso por ele.
    Ótimo post.

    Abraço
    mundoemcartas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Gostei da dica Marco. Acho o mote deste livro bem interessante, apesar dele não fazer muito o meu gênero. Abraço!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  9. Ótima resenha!
    Quero ler esse livro antes de assistir ao filme:)
    O trailer é de tirar o folego.
    Beijos!

    SUA ESTANTE
    Gatita&Cia.

    ResponderExcluir
  10. Oi Marco e Nessa!

    Eu sempre vejo comentários sobre esse livro e sempre dizem que é bem divertido. Não é um livro que me deixa curiosa pela temática ou pela capa, mas depois de tantos comentários positivos, não tem como não querer ler.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Pessoal,

    Fico feliz que tenham gostado, o livro é excelente e vale muito a leitura....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Marcos,
    Tbm achei as explicações técnicas um pouco cansativas, mas gostei da obra como um todo.
    De fato, o humor negro do Mark é o ponto alto do livro.
    Estou com bastante expectativa para a adaptação do livro.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!