A Cabana
William P. Young

A Cabana
Sinopse
A filha mais nova de Mackenzie Allen Philip foi raptada durante as férias em família e há evidências de que ela foi brutalmente assassinada e abandonada numa cabana. Quatro anos mais tarde, Mack recebe uma nota suspeita, aparentemente vinda de Deus, convidando-o para voltar àquela cabana para passar o fim de semana. Ignorando alertas de que poderia ser uma cilada, ele segue numa tarde de inverno e volta a cenário de seu pior pesadelo. O que encontra lá muda sua vida para sempre. Num mundo em que religião parece tornar-se irrelevante, "A Cabana" invoca a pergunta: "Se Deus é tão poderoso e tão cheio de amor, por que não faz nada para amenizar a dor e o sofrimento do mundo?" As respostas encontradas por Mack surpreenderão você e, provavelmente, o transformarão tanto quanto ele.





Este livro fazia tempos que estava na minha estante para ser lido mas eu estava receosa em ler, achava que não ia gostar.

Quando comecei a ler realmente não gostei, pensei inúmeras vezes em abandonar a leitura, mas abandonar um livro que nem grande é...que falta de persistência eu estava né? Por isso resolvi continuar a leitura até que mais ou menos na metade do livro eu me apaixonar pela história. 

O personagem Mack realmente carrega diversos traumas, medos, aflições, raiva por acontecimentos que machucaram ele que se duvide entre esses sentimentos nada nobres e a tentativa de acreditar em Deus. Mas quando ele foca nessas partes ruins de sua vida ele se pergunta onde estava Deus quando aconteceram. Obviamente, para quem lê a sinopse, vê que o que mais machuca esse personagem foi o que aconteceu com a filha mais nova, algo que envolve só suposições já que até então não encontraram o corpo dela. 

Mas do nada ele recebe um bilhete e desse bilhete sua curiosidade é despertada, mas estaria ele louco? Bom, é ai que a história fica boa já que o encontro sugerido no bilhete é justamente no local do possível assassinato de sua filha. Chegando lá coisas surpreendentes acontece com ele, nada é imposto ou forçado, tudo o que acontece é de forma natural dando ao personagem a chance de acreditar e aceitar... ou não.  

No início o personagem duvida, se revolta, fica confuso...mas aos poucos ele vai deixando se levar pelos acontecimentos e a partir daí surgem momentos emocionantes, momentos lindos. 

Eu que quase abandonei a leitura, termino o livro apaixonada pela história e decidida a manter o livro na estante (estou mantendo na estante somente os livros que, depois de lidos, me conquistaram de verdade e profundamente). 

Recomendo a leitura. Para as pessoas que como eu tiveram receio de ler, digo: deem uma chance a essa história e não desistam da leitura, valerá a pena. 


Fernanda Rocha

10 Comentários

  1. Olá Fernanda,

    Apesar de muitos recomendarem esse livro, eu particularmente nem tenho curiosidade, mas que bom que gostou....bjs.

    http://www.devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Eu também não tinha até que um belo dia, do nada... senti vontade de ler. Cada leitura em seu momento...

      Excluir
  2. Olá Fernanda, eu li esse a muito tempo atrás e lembro totalmente dele, foi um dos livros que mais me emocionaram, chorei muito durante a leitura e quando fui contar sobre ele para meus amigos chorei de novo, eu sou suspeita para falar dele, pois mais que amar essa história eu tenho um respeito imenso por ela, a visão do autor sobre e Deus é realmente tocante e muito próxima do que eu acredito...!
    Amei sua resenha, como sempre ♥

    Beijos
    Dani Cruz
    blog-emcomum.blogspot.com.br
    Twitter - @blogemcomum / Insta - @blogemcomum / Fanpage Em Comum

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu demorei para me interessar por esse livro mas quando tive a vontade de ler, não conseguia mais parar. Você sentiu algo bem parecido com o que eu senti também. Bjuuuu

      Excluir
  3. Faz tempo que ouço falar maravilhas desse livro. Ficou super famoso uma época, era um "vírus" literário hehehe. É o livro favorito do meu amigo Lorenzo. Eu não li a história, mas a sua resenha despertou em mim curiosidade por trazer um emendo reflexivo sobre o sentido da vida. Amo filosofar nesse sentido. Grande beijo. Taty.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que você vai gostar, mas para ler ele, tem que estarmos dispostos a entrar nesse universo. Um livro ótimoo. bjuuu

      Excluir
  4. Oi Fe e Nessa,
    Eu li esse livro há algum tempo, e até achei bonito, mas cansativo demais e não sei, terminei com a sensação que não gostei. Que bom que sua opinião foi diferente e no fim conseguiu se encantar pelo livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá, Nessa. Tudo bem?
    No meu caso eu não tenho receio de ler, não me desperta vontade mesmo (rs.).
    Não sei por que, mas A Cabana não me desperta em nada, apesar de as pessoas falarem super bem dele.

    Bjão.
    Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Fê
    Faz muito tempo que eu li este livro, e eu lembro que eu o devorei. Gostei muito e tenho vontade de ler outros livros do autor.

    Beijos

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!