Categorias:



Você já se deparou com um investigador? Não digo aqueles que são pagos para isso mas sim quem faz porque  "não tem mais o que fazer da vida"?

Pois se não encontrou nenhum até agora fique atento, eles estão espalhados por aí.
São pessoas que mal te veem uma vez e em vez de bater um papo leve, elas já saem querendo saber o que você faz da vida, como se sustentam, onde moram, se sua casa é aluga ou é própria, se teu carro está pago, se está no seu nome, querem saber onde passarão as férias, o que compraram no supermercado (elas te encontram até lá), enfim, elas querem saber tudo e isso sufoca!!

Acredito que toda aproximação com alguém que você mal conhece ou está vendo pela primeira vez deve ser com calma, sem cobranças, sem interrrogatórios pois o que a outra pessoa vai te contar tem que ser por vontade própria, aliás precisamos falar somente o que queremos e para quem queremos.
Confiança se conquista, intimidade de saber da vida de outra pessoa é algo conquistado com o tempo e é ele que vai dizer se as personalidades combinam porque, até para criar amizade é preciso combinar com a outra pessoa de alguma forma. Porém, há pessoas incovenientes que não querem saber de nada disso, querem apenas destrinchar a vida alheia para ter o que contar em reuniõeszinhas com os amigos. 

Por favor, não sejam uma dessas pessoas, saibam aceitar o limite dos outros, saibam perguntar algo sem serem invasivos demais, respeitem para serem respeitados. Ninguém gosta de interrogatórios, ninguém gosta de ter sua vida destrinchada apenas por curiosidade. Hoje em dia com tantas redes sociais e a comunicação facilitada há uma falsa ideia de que todos podem se meter na vida de todo mundo e não é bem assim não!!! STOP galerinha metida a detetive!! Se está faltando o que fazer basta olhar ao redor para ver que, se sua vida está na mais perfeita ordem que até falta o que pensar e conversar, há muitas pessoas carentes (velhinhos, crianças e adultos sem trabalho) precisando urgente de uma ajuda, o que tem mais nesse mundo é quem ajudar, é tarefa para fazer. 
Imagem relacionada
Mas nós que não fizemos parte desses curiosos de plantão também precisamos estar atentos: não é porque algo nos é perguntado que temos que responder. Devemos estar atentos (e para isso precisamos nos livrar do efeito zumbi que tanto cito nos meus textos), devemos ter a consciência de falar o que quisermos apenas para quem quisermos, de responder o que queremos e de mandar pastar quem se intromete na nossa vida. 

Quantas pessoas por aí que ficam sem jeito de não responder uma pergunta... haaaa pessoal... sem jeito deveriam ficar quem se intromete onde não é chamado, a vida nossa é somente NOSSA, o que acontece com ela, quem paga nossas contas, como sobrevivemos só diz respeito a nós!!! E se não queremos ter a vida invadida por pessoas que "não tem nada de útil para fazer" precisamos aprender a dizer não...não vamos responder, não vamos falar o que nos deixa incomodados, não vamos sair relatando nossa vida para toda a pessoa sem noção. 

Se vocês querem saber se já fui interrogada, sim, fui recentemente e larguei na cara da pessoa o quanto eu não gostava dos interrogatórios e depois de mim muitas pessoas confessaram o quanto se sentiam incomodas pela "pessoa-detetive-contratada-por-ninguém", precisou eu falar o que todos pensavam para a dona do jornal de fofocas dar uma trégua. Mas mudar radicalmente ninguém muda, precisamos nós ter educação e voz firme para afastar esses sugadores de informações e de energia nossa.

E para os que tem vocação para ser 007 dou uma dica: gosta de investigar a vida alheia? Trabalhe com isso, dessa forma estará ganhando para realizar essa atividade e não incomodando de graça quem preza pela privacidade. 




40 Comentários

  1. Oi Fernanda,

    Adorei demais a sua crônica, já passei por essa situações e não é fácil, tem pessoa que não se toca....kkk....muito legal o seu post....bjs.


    http://devoradordeletras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco Antonio!! Que possamos ficar longe desse tipo de pessoa porque é complicado lidar. Grande abraço

      Excluir
  2. Amei o texto, é disparado o meu favorito até agora. Nossa, o que mais tem no mundo é gente abelhudo que ama se meter na vida alheia. Hahaha Temos que tomar cuidado mesmo.
    Mil beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Gabriela por eleger o texto o seu favorito, fico só sorrisos aqui.
      Abelhudo é o que mais tem e em todos os setores, lugares, profissões.... bjão

      Excluir
  3. Oie,

    Amei seu post!

    Abraços...

    http://submundosliterarios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Adorei a crônica! Acho que nunca passei por uma situação dessas, mas deve ser bem chato mesmo. As pessoas adoram se meter na vida dos outros né, e vão sugando cada vez mais.


    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol!! Gratidão por estar sempre aqui, seus comentários são muito importantes!! Precisamos cuidar o que falamos para não atrair pessoas assim. Grande abraço

      Excluir
  5. Olá, Fernanda.
    Adorei a postagem. Eu odeio pessoas assim. Falo o que quiser quando quiser, não precisa ficar me interrogando. E tem coisas que quero guardar só para mim. Minha irmã é assim, senta perto de alguém dez minutos e já sai sabendo até o numero do rg da pessoa.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sil !! Nossa sua irmã tem que trabalhar com investigações, hehehehe. Mas tem os dois lados né? Os curiosos e as pessoas que abrem a boca e saem satisfazendo a curiosidade alheia... grande bju

      Excluir
  6. Olá! Eu adorei a temática da Crônica! Diferente e super atual... Eu confesso que me sinto incomodada com este perfil de pessoa "investigativa". Conquista o meu coração quem chega de mansinho e, com calma, consegue construir amizade comigo. Eu tenho uma técnica... Quando alguém pergunta de minha vida pessoal, eu lanço uma frase de "artista": "Não falo da minha vida pessoal, só da profissional." E depois solto uma risada para descontrair e não ficar "pesado" o "clima". A minha avó adora perguntar de tudo para todo mundo, mas não faz por maldade hehehe. Ela é uma figura e adora conversar sobre todos os assuntos até os mais pessoais. Mas conheço pessoas que são inconvenientes e que fazem indiscretas perguntas aos outros com certa maldade. Há três setores que eu não revelo para ninguém, exceto os muito íntimos: o afetivo, o financeiro e o emocional. Eu também sou muito reservada e gosto de ter os meus segredos. Acho que quem é realmente seu amigo aceita o seu perfil. E os meus amigos verdadeiros, graças a Deus, sempre respeitaram minha intimidade e o meu jeito de ser reservado. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga linda!! Ameiii sua tática: "Não falo da minha vida pessoal, só da profissional.", eu tinha o hábito de ser bem direta quando alguém perguntava algo que eu não queria responder pois dizia "Porque quer saber?" falava de modo devagar e com sorriso no rosto, hoje em dia eu desconverso mas se a pessoa insiste digo que não falo sobre certos assuntos, assim como você. E pensar que nem assim funciona para algumas pessoas, hehehehehe. Como citou: afetivo, o financeiro e o emocional devemos falar somente para quem conquista nossa confiança e confiança não é do dia para noite que se conquista. Como sempre arrasando nos comentários. Gratidão!

      Excluir
  7. Oi Fernanda! Adorei o texto! Minha mãe é um pouco assim, ela mal conhece e já vai perguntando até o tipo sanguíneo hehhehehee acho que não é por mal, é por curiosidade mesmo, mas já no meu caso eu sou tão desligada, que se bobear não sei nem o nome da pessoa srsrsrss

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mi,

      Acredito que tenha pessoas que não fazem por mal mas quem é interrogado nem sempre vai pensar assim, por isso precisamos ter cuidado antes de pedir a "ficha corrida" de alguém, hehehehe. Bjuss

      Excluir
  8. Gostei da crônica Fernanda. Eu sou uma pessoa muito reservada e não gosto desse tipo de intromissão, tanto que acabei me afastando de muita gente por conta disso. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa,
      Você não se afastou, você se livrou de pessoas intrometidas isso sim!!! Que em sua vida apareça pessoas que realmente gostem de ti e que saibam esperar conquistar sua confiança. bjussss

      Excluir
  9. já encontrei muitas pessoas nesse estilo. confesso que a maioria foi dentro da igreja. MAs atualmente sou bem reservada, da pra contar nos dedos os amigos, e pessoas assim, não encontro já faz um bom tempo. adorei a crônica beijos

    Taynara Mello
    http://www.indicarlivros.com/2017/02/proximos-lancamentos-na-editora-arqueiro.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taynara! Bem melhor ter pessoas nem que sejam poucas para compartilharmos nossa vida né? Sobre a questão de igreja , de ter encontrado pessoas assim...aguarde que em Abril vai ao ar uma crônica que vai falar um pouco disso. Grande abraço.

      Excluir
  10. Gente assim é o que mais tem, mas eu sou treinada na arte do ''sorria a acene'' pra não levar muito pra frente conversas desagradáveis.

    www.cupidobrega.com.br
    Canal no YouTube

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ameiiii Aline a arte do "sorria e acene", vou começar a adotar, hehehehe. Grande bju

      Excluir
  11. Oi Fernanda,

    Tem pessoas que parecem que vivem para ver a vida dos outros. sempre costumo ignorar esse tipo de coisa.
    Adorei o texto.
    Bjs e um bom fim de semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica,
      Ou nós nos distanciamos desse tipo de pessoa ou vamos ter a vida sempre bagunçada por elas. Grande bju

      Excluir
  12. Oi Fernanda, tudo bem?

    Eu adoro as suas crônicas, elas sempre retratam um assunto importante e atual. Eu tenho pavor dessas pessoas que saem investigando a vida de todo mundo, tenho um monte dessas que me rondam e elas me estressam completamente. Minha tática para ignorar essas pessoas, é apenas fingir que não estou escutando, que não entendi nada. Adorei seu texto!

    Beijos,

    Gnoma Leitora

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alice!

      Gratidão imensa por estar sempre aqui, adoroo seus comentários.
      Fingir que não entendeu nada também é uma ótima tática, momento bobeira baixa em nós nessas horas, hahahahhaa.
      Bjão

      Excluir
  13. Oi Fernanda,
    É o que mais tem no facebook! HAHAHAHA
    Uma vez me perguntaram porque eu nunca saia de casa. Eu respondi: ué, só porque eu não posto onde estou, quer dizer que eu estou em casa? Não entendi... HAHAHA
    Adorei a crônica!
    Beijo
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alessandra!! Facebook é minado de gente assim. Colocar o local onde está acho perigoso pois quem vê fica sabendo que não estamos em casa, ficam sabendo onde estamos... bem complicado. Também não posto onde estou lá e quando coloco fotos de onde fui, coloco pelo menos um dia depois que fui ao lugar. grande bju

      Excluir
  14. Gostei bastante da sua crônica. Acho q todo mundo conhece alguém assim.
    https://verdeveggie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá S.C., gente assim é o que mais tem em todos os lugares. Grande abraço

      Excluir
  15. Oi Fernanda, tudo bem?
    Mais uma ótima crônica! Tem pessoas que são realmente um pé no saco. Sem a menor noção de educação e de limites. Fujo de pessoas assim.
    Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lia! Realmente são pessoas que não conhecem limites mas está em nós colocar. Volte sempre!

      Excluir
  16. Oiii Fernanda

    Amei a cronica. Sabe que eu tenho uma vó assim, mas tadinha, ela ja esta bem velhinha e juro que ela não é incoveniente, porque ela é pequena e fofa e consegue ganhar a gente com um sorriso. POrém, ela é curiosa que só, e qualquer um que ela conhece ela pergunta mesmo. Mas nunca é por mal, mania de gente das décadas antigas e do interior também, vai saber....
    Porém, com certeza a maioria da spessoas que age assim é traiçoeira, geralmente quem quer saber é bom espalhando e aff, melhor manter distancia.

    Beijos

    aliceandthebooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alice,
      As pessoas mais velhas pelo menos, tinham esse hábito, e elas realmente não fazem por mal mas há muitas pessoas que fazem sim por pura maldade, pura inveja.

      Grande bju, volte sempre!

      Excluir
  17. Oi, Fernanda!
    Mulher, teu texto se encaixa certinho com a minha vizinhança hahahhaha Eu não tenho problemas com eles, exceto isso.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiza!

      Vizinhos, dependendo de onde moramos isso se torna um problema, na minha vizinhança há seres assim e eu fico apenas no: bom dia, boa tarde ou boa noite, heheheheh.

      Bjussss

      Excluir
  18. Amei essa crônica, eu era do tipo que falava tudo pra todo mundo e hoje aprendi a manter a boca mais fechada. É muita gente negativa sabe?!
    Beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tay!! Entendo sobre pessoas negativas, por isso quanto mais reservada a gente for melhor. Grande bju

      Excluir
  19. Respostas
    1. Olá Anna, Obrigada!!
      Há!! Sou a Fernanda e não Amôura, hehehe.

      Excluir
  20. Excelente matéria!!! é bem assim mesmo!!!

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!