Destaques

Newsletter

10 novembro 2017

Crônica: ídolos

Olá leitores lindos!!! Hoje quero saber um pouco da história de vocês. Vocês tem ídolos? Quem são? Quais pessoas vocês indicam para seguir nas redes sociais e porquê?  Podem colocar porque queremos saber. Mas não deixem de ler o texto pois o tema é justamente esse: ídolos.

Sugestões de temas: deixem nos comentários.

Não esqueçam de nos seguir nas redes sociais (e nem precisamos ser ídolos de vocês para nos seguirem, hehehe):

@nessaleitora
@cotonho72
@insta.nandarocha

*****

Ídolos
Imagem relacionada
Ídolos, muitas pessoas sempre tiveram um, outras nunca se interessaram por isso, outras ainda possuem apenas em certos períodos da vida. Muitos jovens ainda perdidos dentro de si, muitos adultos desmotivados com algo, precisam sim de um ídolo, de uma pessoa que incentive, mas é preciso tomar cuidado com quem escolhemos para seguir. 

No mundo de hoje onde tudo está tão bagunçado, quem não tem o norte e sul muito bem programado na mente corre o sério risco de entrar em caminhos desastrosos, em alguns casos, deixando cicatrizes doídas.

O problema é quando essas pessoas veneradas por muitos não são exatamente um modelo a ser seguido, algumas andam quase sempre com roupas mínimas achando o máximo mas que quando recebem uma cantada mais pesada ou alguém lhe passa a mão literalmente fazem um escandalo; outras sempre estão buscando atalhos para tudo (vejam crônica anterior) e ainda se orgulham disso; há ainda os que usam drogas e se justificam que se sente mais alertas, que é ótimo para ficar acordado e "estudar" até mais tarde.  

Nada contra quem ande quase sem roupa, ou quem use drogas, afinal cada um coloca na terra a sementinha que corresponde aos frutos que quer colher amanhã, mas concordamos que esses não são modelos de pessoas a seguir correto?
Imagem relacionada
Um outro exemplo mais próximo de nós são pessoas que se destacam nas redes sociais usando looks de marcas mega famosas e quase sempre internacionais, que passam citando a marca do que estão vestindo dando um valor absurdo ao que diz a etiqueta da roupa, mostrando um mundo cor de rosa sem preocupações, problemas, estresse, que mostram que a felicidade se encontra ali, nas viagens internacionais, no que tem de mais caro no mundo. Moda por ser sim um assunto interessante, desde que também se valorize o nacional, desde que, quem fale desse assunto também cite que de nada adianta o valor da roupa que está vestindo se não houver paz interior, se não houver bem estar. O que acaba acontecendo  em alguns casos é que muitas pessoas  ao seguir e fazer desses divulgadores de um mundo "mágico" gastam mais do que podem,  fazem inúmeras dívidas com bancos, vendem objetos de suas casas e em casos extremos...roubam, tudo para ter o que a personalidade de quem admira, o que esse ídolo usa e mostra. 

Agora imagina esses exemplos na cabeça de um jovem, na mente de alguém que não é tão bem aceito na sociedade...que estrago pode fazer? Pais de jovens: cuidado, pensem, investigam que são os ídolos de seus filhos. Precisamos urgente repensar no conceito que temos de ídolos, pensar em quem queremos nos inspirar. Há tantas pessoas maravilhosas para serem seguidas, pessoas que lutam, que fazem, que transformam, pessoas que nos motivam a ser melhores a cada dia que passa, cidadãos que nem sonham que graças as suas atitudes, estão realizando transformações positivas na vida de várias pessoas. Precisamos mudar nosso conceito de ídolos ideiais. 

Não, a vida não é um mar de rosas não, aqui ninguém está a passeio mas a luta diária, a transformação de cada dia, a superação nada tem de ruim não, pessoas que se esforçam a ser melhores sempre também são felizes (e quem sabe são com mais qualidade), pessoas assim também se divertem, pessoas assim inspiram. O jeitinho sacana de se dar bem na vida, a exposição do corpinho sarado, a conta bancária vai até quando? Será que quando estiverem mais velhos o mundo vai se interessar se caso o seu jeitinho der com os burros n'água? Será que o mundo vai dar atenção ao corpinho atingido pela ação da gravidade mesmo com todas as plásticas possíveis? Será que sua conta bancária estará tão recheada assim?

Em contrapartida, quem semeia bons valores,  boas atitudes, que apesar de mostrar a moda do momento sem deixar  de citar que é preciso estar em paz consigo mesmo, essas pessoas terão uma bagagem incrível quando ficarem mais velhos e é nessa bagagem que muitas pessoas vão querer se inspirar, vão querer conhecer. 

Então amigos, vamos rever quem são nossos ídolos, vamos trocar se for preciso, vamos selecionar melhor quem ganha nossa atenção. Por mais ídolos que nos inspirem a sermos cada dia melhores!



Comentários via Facebook

32 comentários:

  1. Oi, Fe. Você disse tudo menina! Eu sempre acompanho essas blogueiras que não são famosas mas de repente tem 70k de seguidores no instagram do nada. Tudo me soa forçado, desde as fotos postadas na Disney, aos status que aparentam ter. Nada contra, se eu tivesse dinheiro provavelmente seria uma delas, mas qual a verdadeira essência disso? O importante mesmo é ter isso que você falou, paz de espírito!
    Beijos
    http://www.leitoraencantada.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriã: você novamente comentando aqui, que alegria!!! Bem isso que você falou... claro que muitas vezes queremos sentir o gostinho desse mundo "cor de rosa" mas será que vale a pena conhecer?

      Excluir
  2. Achei o texto lindo. Eu agora pensando não sei se tenho um ídolo.. Eu sigo muitas pessoas mas não sou tão ligada assim.. Acho que também sou muito diferente de todo mundo, então não sou muito parâmetro para nada kkkk...
    Quando você falou em ídolo, lembrei do Sandy e Junior, minha infância toda foi rodeada de coisas deles, eu adorava, tinha todos os cds hehehehe.. E como isso já passou a mais de 15 anos, acho que estou desprendida de ídolos agora kkk.. acho que o saudável é dizer que as vezes pegamos algumas dicas...

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sandy e Júnior: bons ídolos, hehehehe, ídolos musicais que não se metiam em confusões (até porque eram crianças né). Ter ídolos pode ser bom sim, mas se a pessoa tão tem, tudo bem também, hehehehe.

      Excluir
  3. Olá, Fernanda.
    Como fui criada na igreja nunca tive isso de ídolo. Sempre me espelhei em meus pais e agora mais do que nunca. Minha mãe e meu pai são e sempre serão os exemplos a serem seguidos. Mas gostei bastante das suas colocações. Já vi gente fazendo cada coisa por causa de ídolos. Tem que tomar muito cuidado.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ter pais que são um exemplo a ser seguido é uma grande dádiva. Tem um presentão dos céus na vida. :)

      Excluir
  4. Oi Fe! Adorei o texto! Eu particularmente nunca tive ídolos, gosto de algumas personalidades, mas nada que ultrapasse isso. Não fico me imaginando fazendo loucuras por uma pessoa que nem sabe que eu existo hahahaha... Meus ídolos na verdade são meus pais. Por eles sim, eu faria qualquer loucura hahahaha

    Beijos

    Vivian

    Saleta de Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também admiro muitas pessoas e vejo que quando muda o ano alguns eu deixo para trás porque na minha vida já deixaram sua marca, mas também não sou de cometer loucuras não, hehehehe. Apenas admiro algumas pessoas, só isso. hehehehe

      Excluir
  5. Olá, tudo bem? Você sempre arrasando com os textos, hahaha! Amei demais este texto, ficou incrível e tu disse tudo! Antigamente eu tinha vários "ídolos", mas hoje percebo que é necessário muito mais que só gostar para ser realmente uma fã.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão imensa Larissa pelos elogios, isso faz tão bem, hehehehe. Exatamente, é necessário bem mais que gostar.

      Excluir
  6. Olá eu nunca fui de ter ídolos sabe mas muitas vezes vejo um filme ou uma série e simpatizo com alguém, tem sido assim em The Vampire Diaries e The Originals virei fã do Joseph Morgan, que interpreta o Klaus Mikaelson nas duas séries.

    https://vestigioliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem nunca simpatizou com alguém ou com alguma história né? Isso faz bem também. Gratidão por comentar.

      Excluir
  7. Oi Nanda tudo bem? Eu acho que nunca fui de ter muitos ídolos, no momento apenas minha mãe e acho importante as pessoas reverem mesmo seus conceitos e valores porque olha..... tem cada um sendo adorado ultimamente....

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema é que muitas pessoas não tem valores e conceitos bem definidos na vida e aí sobra seguir os outros para ter eles como parâmetro na vida. Uma triste realidade.

      Excluir
  8. Oi Fernanda!
    Tudo nessa vida tem limite, né? Acho que ídolo mesmo, eu só tenho minha mãe.
    Admiro o trabalho de algumas pessoas, mas acho que palavra ídolo bem forte, idolatrar alguém (principalmente um ser humano) é bem complicado...
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, por isso fiz esse texto, para as pessoas pensarem no conceito ídolo. Gratidão pelo comentário Alessandra

      Excluir
  9. Gostei da crônica Fernanda. Tem muitos artistas que eu admiro por seus trabalhos e enorme contribuição que deram para a sociedade, porém tenho em mente que o ser humano é falho e que não tem nada de perfeito. Meu ídolo é Deus, que me ampara, me sustenta e me provém tudo de que eu necessito. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito comentário Vanessa. Temos que ter isso em mente: todo ser humano é falho sim, por isso se espalhar na atitude de alguém é uma coisa, idolatrar é bemmm diferente.

      Excluir
  10. Olá,

    Òtimo texto, eu acho que no momento não um ídolo em especifico, mas tem pessoas que admiro um pouco e isso acaba nos motivando a ser pessoas melhores ou correr atrás do nossos e são pessoas assim que devemos seguir.
    Bjs e uma ótima noite!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso aí Jéssica, é bom ter pessoas que nos motivam ainda mais naqueles dias que não estamos 100%. O que nos faz bem é válido, desde que não vire algo doentio.

      Excluir
  11. Ai, falou tudo! Eu já tive muitos idolos, e todos foram super importantes e me ensinaram muito. É uma pena ver pessoas indo por caminhos errados por ídolos errados. Tem que saber dosar.

    www.mayaravieira.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem que saber dosar sim Mayara e por isso a importância de estarmos atentos principalmente aos jovens (mas não somente a eles).

      Excluir
  12. Oi Fernanda,
    Ótimo texto. Talvez a minha eu adolescente, fosse bem assim em não saber quem idolatrar e ir mais por motivos fúteis. Hoje admiro pessoas por pensamentos e opiniões, assim seguindo nas redes.

    tenha um ótimo domingo :D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo Nana, seguir pessoas que admiramos por esses quesitos é super válido por isso de tempos em tempos é bom fazermos uma verificação em quem seguimos e deixar para trás quem não nos agrega mais nada de bom.

      Excluir
  13. Que texto maravilhoso!
    Ótimo poste.
    Beijos.
    https://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá leitora que sempre lê nossos textos. Porque não deixa sua opinião sobre o assunto? Quem são seus ídolos? Conte para a gente.

      Excluir
  14. Que texto lindo! Nunca fui de ter ídolos. Mas já fui fã de muitas coisas em minha adolescência: músicas, filmes, livros e musicais. Bem madura a sua reflexão. Há pessoas que até entram no mundo do crime mesmo para poder acompanhar o estilo de vida mostrado ídolos. Fama é algo que o nosso ego busca. Mas seguir um ídolo ou querer ser idolatrado é a pior bobagem do ego. Nosso ego adora buscar fama como se isso fizesse alguém melhor do que os outros. Para Deus, mingúem é anônimo. Eu não abro mão da minha vida simples, anônima e cotidiana pelo inferno da fama. Ter a sua vida sendo exposta nos jornais a todo instante, bajuladores te mandando mensagens nas redes sociais a cada segundo e não poder sair na rua sem passar desapercebido: para mim isto deve ser o inferno! Paraíso é estar em paz. Não nego que gostaria sim de ter reconhecimento profissional um dia e de ver que o que eu escrevo toca as pessoas e leva alguma mensagem do bem. Mas esta fama histérica não é o meu modelo de sucesso. Sucesso para mim é ter mérito e conquistar algo digno. Fazer sucesso com algo que não seja digno não vale. Uso as ferramentas sociais para divulgar o que escrevo. Mas não gosto de ver que as pessoas hoje fizeram da vida um circo para ser divulgado. Chega a ser ridículo o quanto as pessoas gostam de expor coisas tão íntimas. Quanto à moda, amo moda. A moda é parte da vida. Entretanto, nunca dei bola para marcas. Me visto muito bem com roupas sem etiquetas famosas. O que importa é a mulher dentro da roupa e não a sua etiqueta. Por fim, citarei a frase de um personagem do filme “A Fera” que é questionado por gostar de se arrumar bem e ser contra o mundo das aparências e da vaidade: “Não se trata de chamar a atenção na rua ou de como os outros olham para mim. Não quero me exibir. Trata-se de como eu me sinto quando me visto bem.” O mais importante é se sentir bonito para si mesmo. Acompanhar ídolos ou querer se vestir igual a alguém tira completamente a individualidade e a criatividade: as duas características que mais admito em uma pessoa. Somos tão inseguros a ponto de querer seguir alguém. É a pior bobagem. De qualquer maneira vão criticar ou comentar sobre o nosso jeito. Então, o mais fácil é ser simplesmente a gente mesmo. Um dia a beleza física acaba, mas a beleza da alma é a única que a gente levará... Além do mais, passar desapercebido e ser observadora são essenciais para uma escritora. A fama só atrapalha muitas vezes. Minhas principais inspirações estão dentro de casa: os meus pais. Se cada jovem valorizasse os seus pais ao invés de celebridades de internet ou da mídia, o mundo estaria bem melhor! Beijos, Taty.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você e seus comentários super pertinentes. >> Paraíso é estar em paz.<< Exatamente isso!! Vejo a insegurança sendo o principal motivo de ter ídolos e seguir quem essas pessoas gostariam de ser mas insegurança não se resolve observando quem gostaríamos de ser, insegurança é algo mais delicado que tem que ser visto com cuidado. As pessoas tem que ter orgulho de si mesmas. Aliás, em Janeiro vai um outro texto que tem uma relação indireta com esse texto de agora.

      Sabe que seu comentário me deu uma ideia de uma nova crônica? Você sim, posso dizer que é uma pessoa que inspira (mas não é meu ídolo não hahahahha). Bjusss

      Excluir
  15. Que texto maravilhoso, nunca tive um ídolo, mas sempre me inspirei em algumas pessoas. Penso que as pessoas só mostram o lado bom, não existe ninguém perfeito, temos que ter cuidado para não se prender a um mundo de ilusões! ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Kaila, esse mundo de ilusões pode levar muitas pessoas por caminhos desastrosos sem necessidade...

      Excluir
  16. Oi Fernanda,
    Adorei o texto, parabéns pelo post!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Felipe! Novo aqui pelos comentários das crônicas? Seja bem vindo e volte sempre.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário!

Instagram

© Diário de Incentivo à Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in