Destaques

Newsletter

08 dezembro 2017

Crônica: Variações da Palavra Ajudar

Olá pessoal !!! Como estão? Me contem uma coisa: vocês ajudam em casa? Vocês ajudam o marido, a esposa, os pais? Ajudam? Mas será que vocês necessitam ajudar? No texto de hoje mostro um ângulo diferente desse verbo: ajudar.
Quem não nos segue no Instagram, façam agora: @nessaleitora, @cotonho72, @insta.nandarocha

E não esqueçam de clicar no play no final do texto.

*****

Variações da palavra ajudar
Resultado de imagem para ajuda tumblr
Filhos ajudando em casa, tem algo mais lindo?  Filhos ganhando dimdim porque tirou o lixo, que gut gut. Filhos lavando a louça da semana em troca de um skate, um smarthphone, mimosos....

Lindo coisa nenhuma, gut gut, mimosos merda nenhuma!! Eles estão fazendo sua parte!!! No instante que cada um nasce, querendo ou não, faz parte de uma sociedade, terá um lugar para morar e conforme crescem assumem um lugar de parceiro (a) para deixar o local que mora habitável. 

Todos os integrantes de uma casa, marido, esposa, filhos.... não tem que ajudar merda nenhuma!! Todos tem que fazer sua parte. A louça para lavar é de todos, se o prato ficar sujo não é problema do outro mas sim de todos que não terão um prato limpo para comer, ajudar a tirar o lixo? Como é? O lixo tem que ser tirado senão a casa vira uma caverna fedendo a podre, insetos irão se instalar. Varrer a casa, a casa que todos ali moram, que pisam naquele chão. Colocar roupa para lavar...que sacrifício... hoje em dia com máquinas de lavar cada vez mais modernas onde o filhinho mimado nem precisa sujar as ricas mãozinhas de detergente porque basta colocar um pouco no compartimento destinado ao: sabão, ao amaciante, etc.... aiii o filhote vai ajudar a mãezinha colocando roupa para lavar... vai ajudar coisa nenhuma, vai fazer sua parte para manter a higiene no local que mora.

Precisamos parar com essa mania de: aaiiiii meu marido me ajuda tantoooo, meu filho sempre arruma o quarto dele... minha filha é um amor, ela ajuda a varrer a casa. Ninguém tem que ajudar ninguém até porque não precisa haver uma pessoa única na casa responsável por manter o ambiente habitável, todos os moradores do mesmo recinto tem obrigação de fazer sua parte. Todos usam talheres, copos, pratos, todos usam o banheiro, pisam no mesmo chão, todos usam e sujam roupas, todos comem alimentos feitos nas panelas da casa... portanto todos tem a obrigação de fazer sua parte para que essa engrenagem chamada lar funcione bem.

O filhote não quer arrumar o quarto? Deixa feder, deixa criar baratas... feche a porta e deixe as coisas lá dentro... um dia o morador do dito quarto não vai aguentar e terá simmmmm que fazer sua parte para, pelo menos, deixar decente o local que dorme todas as noites. A roupa está suja e o mimoso (a) não se presta para colocar na máquina de lavar? Deixa a roupa feder, deixa ficar sem uma peça limpa para que aprenda a, pelo menos, colocar na máquina de lavar o que veste e suja. 
Resultado de imagem para ajuda tumblr
Estou sendo radical?  Sinceramente acho que não, radical está sendo esses pais que mimam seus filhos fazendo tudo por eles, ou pior, dando presentinhos ou dinheiro porque os queridinhos fizeram sua parte nas tarefas de casa. Caramba...será que ninguém vê que dessa forma estarão criando monstrinhos que vão crescer e vão querer que o mundo os trate da mesma forma que papai e mamãe? O mundo não vai mimar eles, o mundo não trabalhará por eles, o mundo não vai estudar por eles, o mundo não vai dar presentinhos só porque eles fizeram a obrigação deles. Nesse momento, quando os mimadinhos são tratados com dureza pelo mundo, é quando correm o grande risco de se rebelarem, de irem para o mundo do crime, das drogas porque se sentem incompreendidos pela sociedade, porque o mundo não os entende.

Dar presentes, fazer um agrado para o filho ou filha, caprichar no jantar para o marido ou para a esposa, dar de presente o ingresso para aquele show único para o filhote ou até para o maridon... porque  não? Mimos, presentes são bem vindos, são agrados gostosos de dar e de receber mas não precisamos fazer isso só porque um deles tirou o lixo, arrumou o quarto, lavou a louça.

Tratar com carinho, com amor, com atenção os pequenos que colocamos no mundo é uma coisa, fazer a parte deles na funcionamento da casa é outra bem diferente! Ensinar eles desde que pequenos a carregar o prato até a mesa, a varrer a casa com aquelas vassourinhas do tamanho deles mesmos é sinal de amor, mesmo que a "varredura" não saia perfeita, precisamos sim nos entusiasmar, elogiar, dizer o quanto ficou limpo porque isso é incentivar eles a fizeram sua parte. 

Aliás, um canal que adoro e que mesmo os vídeos mais antigos são recheados de lições, é da Flávia Calina https://www.youtube.com/user/Fla1982. Quem não conhece, pesquise ou acesse o link que coloquei aqui no nome dela. 

Vamos mudar nossos pensamentos, os nossos parceiros de lar não tem que ajudar em nada, mas sim tem que fazer sua parte. Pensem nisso, mudem atitudes.



Comentários via Facebook

26 comentários:

  1. Que texto verdadeiro e maravilhoso!
    É exatamente isso.
    Beijos.
    https://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você ajuda em casa ou faz sua parte? Ainda aguardamos conhecer mais o seu ponto de vista sobre os assuntos tratados.

      Excluir
  2. Que texto sincero hein?! Hahahaha Acho que todas as mães deveriam seguir o seu exemplo.
    Mil Beijos!
    Fique por dentro das notícias mais comentadas essa semana nas redes sociais. #NovidadadesDaSemana <3
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2017/12/top-7-novidades-da-semana_8.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriela. Ufa que bom que gostou, imagino que esse texto vai revoltar muitas pessoas.

      Excluir
  3. Oi Fernanda,
    Muito legal o texto.
    E concordo completamente.
    Abraço,
    Alê
    www.alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Fernanda,
    Que ótimo texto e super concordo com você.
    Uma pena que aqui em casa, isso não funciona com meu irmão, pq meus pais adoram mimá-lo.

    bjs
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que está, a atitude tem que vir dos pais, mas quando isso não acontece...não tem o que fazer...

      Excluir
  5. Olá, Fernanda.
    Eu recebi uma dessas mensagens de whatsapp que dizia exatamente isso. Quando se diz que os filhos ajudam a mãe ou o marido ajuda a esposa está se pré definindo que aquilo ali é serviço dela e não é bem assim. Afinal não é só as esposas/mães que comem, sujam, e etc. Por isso o serviço é de todos. Você recebe alguma ajuda quando o serviço é seu, ai sim. Mais um tema muito interessante abordado por aqui. Parabéns.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Sil, que bom que vocês estão entendendo o que quis abordar.

      Excluir
  6. Oi Nanda, tudo bem? Só posso concordar com vc, o serviço é de todos, mas infelizmente nem sempre pensam assim. Minha mãe mesmo nunca cobrou serviço doméstico do meu irmão, como se a mão dele fosse cai ao fazer algo.... Adorei o texto.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei se direi bobagem ou não, me diga se estou certa, mas parece que essa falta de "colocar os filhos para fazer algo dentro de casa" é mais acentuado quando são filhos homens, parece que eles não precisam fazer sua parte.

      Excluir
  7. Nunca tive essa de ajudar para ganhar tal coisa, sempre aprendi que todos na casa tem suas tarefas que devem ser feitas, concordo plenamente com você!

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é ótimo Cássia. Precisamos entender nossa responsabilidade.

      Excluir
  8. Oi Nessa,
    Belo texto! Super concordo com você. Preciso muito mostrar esse post pra minha mãe, aushauh.
    Ler sua crônica me fez lembrar de uma cena épica de Todo Mundo Odeia o Cris, hihi https://www.youtube.com/watch?v=5DDzVsNI9dA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Leandro, quem sabe você imprime e deixa "perdido" pela casa, hehehehehhee

      Excluir
  9. É bem verdade o seu texto. A gente pensa só no ajudar, mas se tal pessoa não tivesse se disposto a ir lá lavar a louça, eventualmente nós mesmos teríamos que ir lá fazer isso. Todos nós devemos exercer o nosso papel de realizar a tarefa, e não simplesmente "ajudar" na esperança de ganhar algo em troca.

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão Carol pelo comentário. Fico feliz com o retorno de vocês.

      Excluir
  10. Olá,

    Adorei o texto e sua sinceridade. Realmente as pessoas falam de ''ajudar'' sempre, mas as vezes não é uma ajuda, e sim parte do que ela deveria fazer.
    Bjs e um bom Domingo!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gratidão por sua opinião Jéssica, gratidão por estar sempre por aqui.

      Excluir
  11. Olá, Fer! Adorei o texto! Sempre fui contra a educação baseada em bônus para coisas boas e punição ou castigo para ruins. Para mim, este tipo de educação é retrógrada. Combina mais com os animais de estimação do que com os filhos humanos hehehe. Nunca tive educação baseada em bônus e punição. Minha educação sempre foi na base do diálogo. Nunca estudei para tirar 10 motivada para ganhar um presente (como alguns de meus colegas mimados do colégio particular), mas para ter a satisfação interior de ter aprendido algo que seria bom para o meu futuro. Nunca ganhei bônus pelas minhas virtudes. O maior bônus de ser bom é a satisfação interior. O pai deve ensinar o filho a ser virtuoso e a se satisfazer fazendo o bem por si só. Senão, estaremos numa sociedade doente que só faz o bem para ganhar recompensa ou evita o mal com medo da punição. Devemos fazer o bem, porque é bom. E evitar o mal por ser mau. Simples assim. Infelizmente, os pais têm preguiça de dialogar e acabam educando os filhos nessa dicotomia ridícula bônus x punição. Sempre foi muito natural ajudar em casa para mim. Arrumo a cama (adoro), lavo e enxugo louça, arrumo a mesa do almoço e jantar... Etc. É claro que sempre tem uma pessoa que gosta mais do serviço doméstico e se destaca nele. A minha avó, por exemplo, se destaca cozinhando. A minha mãe já é da faxina. O meu pai gosta de cozinhar tb. E eu gosto de arrumar as coisas, organizar. Confesso que não gosto muito da faxina pesada (hehehe), mas pequenas coisas eu gosto muito. E nas pequenas coisas residem grandes hábitos de higiene e organização. Todo mundo deve fazer a sua parte, nem que seja pequena. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre amo seus comentários porque você sempre contribui com algo. Bem isso amiga, não precisamos fazer tudo, muitas vezes cada pessoa da casa se destaca ou gosta mais de determinada tarefa e nada mais natural do que ela cuidar dessa parte. O importante é todos fazerem uma parte. Ser uma pessoa íntegra, estudiosa tem a ver exatamente com isso que disse: satisfação interna mesmo, precisamos nos sentir bem com isso. Precisamos mudar conceitos urgente.

      Excluir
  12. Nossa, que texto bom para refletir para eu refletir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marli!!! Você por aqui!! Você sabe que adoro quando aparece e comentando aqui nos meus textos... felicidade. Gratidão por nos visitar.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário!

Instagram

© Diário de Incentivo à Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in