Destaques

Newsletter

23 março 2018

Crônica: Conhecer a Essência

Olá pessoal! O texto de hoje é sobre essência, a mais pura e verdadeira e apesar de grandinho, peço paciência para ler com atenção e depois deixarem seus comentários. Quem aí já descobriu sua essência? Nos contem suas histórias. Lembrando que podem sugerir temas nos comentários.

Nos sigam no Instagram e não esqueçam de conferir a música escolhida para hoje. @nessaleitora
@cotonho72 @insta.nandarocha

*****
Conhecer a essência

Resultado de imagem para moça pensando tumblr
Viver com sua essência ou sem ela? Viver sendo nós mesmos ou viver de acordo com a correnteza? Viver por viver ou com a alma? Viver e ter orgulho de nós  mesmos ou viver ajeitando nosso comportamento a todo instante? Quantas vezes temos certeza absoluta que estamos no controle de nossas vidas, quantas vezes achamos que somos quem realmente somos... quantas vezes nos enganamos.  

Vivemos num mundo que, mesmo discretamente, nos impulsiona por certos caminhos e atitudes. Isso pode ser feito por tantas formas: a nova moda de tal roupa e tal calçado que precisamos vestir para estar de acordo com as tendências; a mania de comer tal tipo de alimento com a turma de amigos; a cor da roupa daquele ano para trazer sorte; a música da estação que devemos ouvir mesmo sendo um estilo que não gostamos, mas estilo de música se aprende a gostar...é o que dizem; o artista do momento que devemos seguir; o tipo de comportamento que devemos ter para a sociedade aplaudir, etc. São tantos os exemplos e eles nem sempre são jogados diretamente na nossa cara, muitas vezes são disfarçados em outdoors repetidos por toda a cidade, nas propagandas de tv, nas redes sociais  com uma "forcinha" dos blogueiros da moda onde (todos) vão falar daquele assunto.... e o mais grave: teremos certeza absoluta que aquilo que nos é sugerido é o certo, que queremos seguir sim.

Esse é um lado da situação, o outro lado que é o tema desse texto, é sabermos qual é a nossa essência. Nada contra seguir uma moda, começar a ter uma certa atitude, afinal, o mundo é onde viveremos todo tipo de experiência e elas nos ajudarão a crescer, a amadurecer (ou não). Esse testar coisas e comportamentos, conhecer o que não conhecemos, mudar alguma atitude, experimentar novos sabores, tudo isso é uma forma de termos mais conhecimento, de crescermos. Qual é o problema então? O problema é que nem todos seguem sua essência.

Quantas pessoas gostam de estar em casa mas acabam saindo com os amigos porque "é preciso" ter vida social? Quantos de nós gostaria de estudar História Mundial mas acabam fazendo enfermagem? Quantos seriam mais felizes devorando livros de física mas leem jornais porque são os representantes da família? Quantos de nós ama hamburguer mas está comendo salada todo dia só porque dizem ser mais saudável? Acho que já entenderam onde quero chegar né?
Resultado de imagem para moça pensando tumblr
Acredito que são poucas pessoas que buscam conhecer sua essência. Mas o que isso significa? Significa ter um (ou mais) papo bem sincero com nós mesmos e até anotar quem realmente somos, do que gostamos, como é nosso comportamento verdadeiro...aquele que queremos ter todos os dias, quem é nós na mais verdadeira e sincera análise. Aqui não pode entrar o que está na moda, o que é mais saudável, o que a cultura atual dita, aqui tem que ser a face real de cada um de nós, aqui tem que ser colocado defeitos e qualidades. Nessa viagem dentro de nós mesmos podemos descobrir tantas coisas.... 

Quem sabe o empresário da cidade grande não descobre que seria feliz de verdade morando no meio da Floresta Amazônica? Que o médico seria mais feliz fazendo bolos para aniversários? Que a dona de casa na verdade esconde um sonho de ser advogada? Que aquela moça super comunicativa e social que todos amam estar perto se sente verdadeiramente em paz quando está em casa sozinha no meio de dezenas de livros sobre a mente humana? Que o publicitário tem mesmo vontade de ser um cientista da computação ou até trabalhar com robótica? Quantas descobertas podem ser feitas!!! E isso é algo maravilhoso pois cada um de nós conhecerá de verdade, qual é o seu mundo seguro (não é porto seguro não, é mundo mesmo), conhecerá o mundo que consegue ser de verdade quem é, o mundo onde gostaria de morar para sempre. 

O próximo passo é não termos vergonha de ser quem somos, independente das conclusões sobre nós mesmos, precisamos admitir: somos assim. Isso não signifca porém que não vamos mudar, ajeitar ou consertar alguns defeitos, mas antes disso precisamos admitir que eles fazem parte de nós. É pai de família, trabalha em um escritório mas descobre que seria mais feliz sendo um viajante? Então senta, conversa com a família, quem sabe todos não embarcam juntos nessa vida fora dos padrões? Ter crianças pequenas na escola, ter estabilidade tudo é tão...padrão, de repente as crianças vão aprender mais na estrada mesmo, claro com supervisão e orientação até de algum colégio (por que não?), estabilidade é mais importante do que felicidade interior? 

Enfim, precisamos pesar o que é mais importante para nós, agora algo é fato: não podemos fugir de nossa essência. Podemos sim tapar ela com diversos panos, esconder ela dentro de um baú, mas ela sempre estará lá ao nosso lado, fugir dela não dá. E diante disso precisamos decidir se vamos assumir ela ou vamos continuar nos escondendo dela. Com base nisso, saberemos quais modas seguir, quais comportamentos adotar.  Azar se as pessoas ao redor não gostarem de quem somos, há muitas pessoas parecidas conosco nesse mundão, talvez a gente demore um pouco para encontra-las mas quando isso acontecer, vamos nos sentir de verdade, fazendo parte de uma mesma família. 

Existe sim mais pessoas com uma essência parecida com a sua, assuma quem é, busque pela sua verdadeira tribo e seja feliz. 


Fernanda Rocha

Comentários via Facebook

4 comentários:

  1. Oi, Fer! Adorei o seu texto! Nem sempre somos o que parecemos ser. E nem sempre somos iguais aos grupos que percorremos (profissionais, religiosos, sociais...). O que eu mais gosto de cultivar em mim (e o que eu mais admiro nos outros também) é a autenticidade. Não abro mão de meu jeito único de ser para me enquadrar no que quer que seja. Minha essência é bem mais simples do que parece. Gosto de cantinhos acolhedores, de paz interna e de boas conversas com pessoas autênticas. Grande beijo! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também compartilho do mesmo jeito de ser, prefiro ser sozinha e verdadeira do que ter vários "amigos" e ser falsa em tudo. Gratidão por seus comentários, eles me enchem de alegria.

      Excluir
  2. Oi Fernanda, tudo bem?
    Parabéns pelo texto e pela reflexão!
    Eu acho muito importante a gente evoluir e mudar, crescer, mas sempre mantendo dentro de nós aquilo que faz a gente ser quem é. Nossa essência. =)
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato Priscilla, cada um tem uma missão, uma essência, precisamos ser fiel a elas. Gratidão pelo comentário, volte sempre.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário!

Instagram

© Diário de Incentivo à Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in