Destaques

Newsletter

09 maio 2018

Resenha: Uma proposta e nada mais - Mary Balogh

Oi meus amores, tudo bem com vocês? Hoje vou comentar sobre a leitura do livro "Uma proposta e nada mais" da autora Mary Balogh publicado pela Editora Arqueiro.

Vocês já estão cansados de saber que eu adoro um bom romance de época, mas foi meu primeiro contato com a escrita da Mary Balogh. Foi impossível ler o livro dela e não comparar com as autoras que já estou acostumada a ler que são a Julia Quinn e Lisa Kleypas e tudo porque achei a escrita dela muito diferente das autoras.

Mas isso não é um ponto negativo, pelo contrário, achei que a autora capricha nos detalhes das descrições das cenas e sentimentos. Além disso ela tem uma escrita madura, séria, rebuscada, não sei exatamente como descrevê-la, mas eu adorei.

Uma proposta e nada mais é o primeiro livro da série Clube dos sobreviventes e aqui vamos conhecer a história de Hugo Emes um ex-oficial da guerra Napoleônica. Todos os anos Hugo tem a tradição de se unir a outros sete ex-oficias da guerra em Penderris Hall, uma casa no campo onde todos se recuperaram da guerra e acabaram fazendo amizade.

Hugo herdou uma fortuna do seu pai e agora precisa encontrar uma esposa, pois precisa de ajuda para conseguir um pretendente para sua meia irmã. É em Penderris Hall que e ele irá conhecer Gwendoline, Lady Muir, uma jovem de 32 anos que já é viúva. Gwen, como a chamam, ao passear pela praia torce o tornozelo e por sorte Hugo estava passeando no mesmo local, e assim se dá o primeiro encontro dos dois.

Os dois se odeiam de imediato, pois Hugo é rude, grosseirão e carrancudo e considera Gwen uma mimada aristocrata. Como Gwen não consegue caminhar vai ser obrigada a ficar hospedada na Penderris Hall. E claro que o clima entre os dois começa a esquentar.

Não canso de falar que adoro estes livros, pois o romance demora acontecer e é carregado de sentimentos e emoções e aqui não é diferente. Os protagonistas custam a reconhecer o que sentem, ao mesmo tempo que se entregam a paixão. A atração entre Hugo e Gwen é forte e inevitável, tudo que Hugo quer é beija-la e aos poucos vai percebendo que o que sente é mais do que atração.

Preciso confessar que não gostei de Hugo de início, mas conforme fui conhecendo ele aos poucos fui ficando encantada. É aquele tipo de personagem que nos irrita, ele é muito direto e fala o que pensa sem meias palavras. É um tanto rude, e estas características que irritavam a Gwen, porém foi o que de certa forma a conquistou.

Já Gwen é o tipo de personagem que nos cativa, uma mulher forte e decidida. Tem o coração bom, pensa nos outros e está sempre querendo ajudar. Ela sofreu no casamento e se sente culpada pela morte do marido. Viveu sete anos de luto e não pensava em se casar novamente até conhecer Hugo. E mesmo com a fama que ele tem e seu jeito grosseirão de ser ela se sente muito atraída por ele e vice versa.

É um romance muito gostoso de ler, bem construído e com um contexto muito interessante de pano de fundo. Além disso, a autora criou protagonistas interessantes, maduros e os personagens secundários nos conquistam de imediato.

De início estranhei a escrita da autora, mas conforme fui lendo a história fui me acostumando e entrando no ritmo da leitura. É uma escrita envolvente, fluída, cheia de detalhes e foi impossível parar de ler. É aquele tipo de romance que nos prende e nos faz torcer pelos protagonistas.

Foi meu primeiro contato com a escrita de Mary Balogh e ela já me conquistou com sua forma de nos envolver na história e com personagens bem construídos

A diagramação do livro está ótima para leitura, as letras em tamanho bom para ler e as páginas amarelas. Achei a capa linda e não vejo a hora de ler os outros livros da série. Agradeço à Editora Arqueiro por ter me disponibilizado o livro para leitura ❤

Recomendo a leitura sem sombras de dúvidas para quem curte um bom Romance de Época 

Resultado de imagem para resenha do livro uma proposta e nada mais

Comentários via Facebook

17 comentários:

  1. Eu nunca li nenhum livro de época, amiga. Mas se eu dia eu ler, pode ter certeza, que foi por sua causa. Eu amo os enredos dos livros que tu posta aqui.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/2018/05/overdose-pantufas.html

    ResponderExcluir
  2. Oiii Nessa

    Li poucos livrosd e época, por incrivel que pareça não gostei da famosa série da Julia Quinn, li O Duque e Eu e foi tão mais ou menos.... Da LIsa ainda nem li nada, nesse gênero minha favorita se tornou a Sarah MacLean até agora. Gostei de saber que a Balogh tem essa escrita mais madura, que apesar da gente estranhar acaba agradando, achei interessante esse ponto que diferencia a autora. A capa do livro está linda, bem carão de romance de época mesmo.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  3. Eu não tenho o hábito de ler romance de época.
    Mas é legal de saber que não existe só o romance por trás da história.

    Abraços
    Naty
    http://www.revelandosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nessa!
    Eu adoro tramas em que o casal principal se odeia no começo e fica nessa briga e conflitos com seus sentimentos interiores. Acho que isso dá aquele gás na leitura e me prende muito mais! Vou deixar anotada a dica.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  5. Oi Nessa, tudo bem? Eu concordo com vc a escrita da Mary bem diferente, realmente mais madura! Eu gostei bastante desse livro, o casal é ótimo e pelo o que já apresentou dos coadjuvantes já estou curiosa com os próximos!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi Nessa!
    Romance histórico não é comigo (hehe), mas pelo jeito a série veio prometendo muito. Tomara que os próximos volumes sigam da mesma forma.
    Beijos,
    Alem da Contracapa

    ResponderExcluir
  7. Oie Vanessa =)

    Eu gosto bastante da narrativa da autora, pois ela consegue além de trazer bons personagens fugir bem dos clichês dos livros do estilo. Esse já está na minha lista.

    Beijos;***
    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
  8. Oi, Nessa! Tudo bem? Adorei que a capa do livro deixa ele com um aspecto antigo, como se realmente fosse um romante histórico. Porém, o gênero infelizmente não me agrada.

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi, Nessa! Tudo bom?
    Passei por várias resenhas desse livro e a vontade de ler só aumenta. A capa é MARAVILHOSA, e o trabalho gráfico também deve ser. Acho legal quando a autora consegue inovar no desenvolvimento de personagens desse gênero.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Nem sabia que existiam os outros dois, sempre vejo as pessoas falando só desse. Adorei as capas combinandinho e sua resenha ficou ótima.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Que resenha mais maravilhosa, fico feliz que a história tenha te agradado. Gostei muito da premissa! Já anotei a dica!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  12. Oi, Nessa
    Já li uma série da Mary e confesso que não vejo tanta diferença assim nas narrativas, todo mundo comenta isso mas eu vejo mais diferença na escrita da Loretta no que da Balogh. Mas faz tanto tempo que não leio nada dela que posso ficar confundindo, vai saber.
    Esse livro já está na minha lista, espero gostar!
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  13. Oi Nessa,

    Nunca li nada da autora, mas tenho muito vontade, pois todos dizem bem sobre a história dela.
    Preciso ler urgentemente.
    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá, Nessa.
    Eu já li a outra série da autora publicada pela Arqueiro e amei os livros. Eu gosto da forma que ela escreve os mocinhos, eles tem um senso de honra bem marcante. Esse eu já tenho aqui e pretendo ler assim que diminuir um pouco minha fila de livros de parceria hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  15. Oi, Nessa!
    Nunca li nada da Mary mas pretendo. Não sei se vai ser por essa série, mas ela está sim na lista de autoras de época. Espero que a escrita não seja problema... eu tive problemas com isso com alguns livros da Loretta Chase.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  16. Não conhecia essa autora. Porém livros de época são muito bom! Ótima resenha e sugestão.
    Beijos.
    https://vinteedoisdemaio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Oi Nessa,

    Adorei a resenha, especialmente porque estou interessada no livro e nunca li nada da autora, então saber a tua opinião que também não tinha lido nada dela até então foi muito bom.
    Romance de época é o meu gênero preferido, sem dúvida, e adoro quando os sentimentos vão aflorando aos poucos, os personagens vão se descobrindo ao longo da história e o amor vai acontecendo!
    Se já queria ler antes, agora quero mais ainda.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!

Instagram

© Diário de Incentivo à Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in