Destaques

Newsletter

06 julho 2018

Crônica: Mudanças

Olá leitores, já passaram por alguma mudança? Quem já passou me conte nos comentários como foi. 
E para não perder o costume: não esqueçam de clicar no play e lerem de verdade o texto.

**** 
Mudanças

Mudanças, uma palavra que pode ter tantos significados. Mudança de casa, de modo de pensar, na alimentação, no estilo de vida, de país, de cidade. Mas nenhuma mudança nos marca mais do que a interna, aquela mudança acompanhada de uma faxinada na vida, de exclusão de algumas pessoas da nossa vida, de ter decepções com algumas outras. Mudar nosso olhar perante a vida é algo que mexe com muito mais do que com uma simples atitude de tomar uma decisão. 

Quem dera que a gente conseguisse traçar um perfil ideal, e ainda agendasse uma data para que esse perfil começasse a se manifestar. Não haveria dor, nem tristezas, nem decepções com o passado, não haveria recaídas, não haveria mudanças bruscas de humor. Simplesmente iríamos dormir de um jeito e acordaríamos da forma como planejamos.

Mas não...Nenhuma mudança é serena. Por mais que a mudança seja consciente, seja vontade nossa, nenhuma mudança é serena. Mexer no turbilhão de emoções que temos, as boas e as más, mexer com traumas, valores, medos, expectativas, raspar o fundo do nosso baú pode nos reservar momentos tensos mas para qualquer mudança isso é necessário ser feito.  Não tem jeito, para arrumar espaço para o novo, para reescrever novos olhares, novas conclusões, para mudar o jeito de ver a vida é necessário arrancar tudo o que não nos faz bem e isso pode doer.

Por mais que essa mudança reflita uma vida com mais paz, vamos vez ou outra lembrar do passado e de pessoas que nos magoaram, vamos relembrar momentos decepcionantes, vamos até se revoltar com algumas coisa que aconteceram. É quase como uma comparação entre o que estamos deixando para trás com o futuro que estamos criando, parece que temos que ter certeza que nossa decisão de mudança vale mesmo a pena, que é isso que queremos para nós. 

Depois das comparações, das análises mais detalhadas vem a vez da mudança real. Todos os dias acordamos com a vontade de manter a faxina que fizemos na nossa vida, todos os dias acordamos com o novo perfil de nossas vidas decorado mas recaídas podem ocorrer também. Podemos estar caminhando certinho na nova vida e do nada cometer um erro bobo do passado. Mas no outro dia cometemos novamente e aí a revolta vem, mas precisamos ter paciência porque isso acontecer é normal. Com o passar do tempo essas recaídas se tornarão raras, e um dia...vamos olhar para o céu e notar que a mudança de fato se concluiu.

A mudança se conclui quando não pensamos mais nela, quando ela se manifesta espontaneamente, quando ela é leve, quando ela faz parte de cada célula nossa. Portanto não tenha pressa com suas mudanças, elas se concluirão no momento certo, quando você sentir algo mexer dentro de si, algo novo e que toma conta de cada parte de você. Mudanças são como tempestades que deixam marcas, mas nesse caso são mudanças necessárias que só farão bem a você.

Sinta o vento do novo e não se preocupe com a bagunça, a tempestade vai passar e a  mudança terá sido concluída. 


Fernanda Rocha

Comentários via Facebook

9 comentários:

  1. Em abril a minha vida sofreu uma enorme mudança. Era suposto casar este ano e cancelei o casamento com um má pressentimento e fiz bem pois no mesmo mês, o meu ex terminou comigo e foi só sofrimento por um mês. Mentiras e tudo o que se possa imaginar. Eu era demasiado dependente dele e tive de mudar imensa coisa pra que conseguisse fazer as mesmas coisas. Hoje estou bem mais feliz. Nós já não estávamos bem há imenso tempo e eu já não sentia o mesmo por ele (daí ter recuperado tão depressa). As mudanças fazem parte e ainda bem que elas acontecem. Beijinho, Carolina

    Dezoito

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fernanda!
    Eu tenho um pouco de medo de mudanças. Pode até parecer que não, pois sou uma pessoa que nunca estou igual: cabelo curto, cabelo longo, loira, morena, ruiva, colorido... Porém, qualquer coisa maior do que o meu cabelo, já se torna uma preocupação para mim. Sei lidar com meus anseios, mas mesmo assim é difícil, né?
    Quando mudei de casa para um apartamento, pensei que sofreria muito mais para me acostumar e tudo o mais. Porém, me surpreendi com a rapidez com que esqueci de como era morar em casa haha Vai entender, né? Para algumas mudanças grandes eu sou tão adaptável, mas com algumas pequenas eu sofro dias... Preciso mudar isso!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  3. Quem nunca passou por mudanças não é mesmo? As mais constantes são sobre a nossa forma de pensar, eu já passei também por uma grande mudança que foi de sair do meu estado para morar no nordeste, sem dúvida a mudança mais desafiadora da minha vida até hoje.

    www.estante450.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Nessa
    Eu acho muito interessante a gente pensar em mudança. Eu acredito que todo ser humano passa por ela, seja uma fase da vida que foi embora, ou uma decepção que faz com que a gente imagine a vida de outra forma. Eu acho interessante porque elas realmente doem, não são fáceis mas são totalmente necessárias.
    Amei a crônica.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
  5. Oi
    lindo o texto, já passei por várias mudanças de como de casa, estilo, forma de pensar e outros, apesar de gostar de um pouco de mudança as vezes sinto medo, bom a mudaça interna ainda está sendo trabalhada aos poucos, pelo menos não preciso me afastar de algumas pessoas, pois possuo poucas pessoas proximas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, Fernanda.
    Eu sofro de ansiedade e qualquer mudança, por menor que seja já é um motivo de muito estresse. Sei que é muito ruim isso, porque mudanças são inevitáveis, mas quem disse que consigo me acostumar.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Oi meninas, tudo bem?
    Nessa, obrigadão por responder à pesquisa <3
    Fernanda, parabéns pelo texto! Adorei a reflexão. Não sou fã de mudanças, admito, mas sei que são muito necessárias.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  8. Olá, Fernanda! Nossa, que coincidência! Estes dias estava pensando exatamente nisso: no quanto me cobro por me transformar. É uma característica minha, vivo como a fênix: sempre renascendo, sempre buscando superação, transformação... Mas algumas mudanças são mais demoradas... Não adiante cobranças, devemos apenas deixar o amadurecimento acontecer na hora certa. Nada ocorre antes do tempo previsto. Beijos.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário!

Instagram

© Diário de Incentivo à Leitura – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in