quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Série: Gilmore Girls


Oi meus amores, tudo bem com vocês?

Faz um tempinho já que eu queria voltar a falar sobre séries por aqui, mas eu andava sem tempo para assistir à filmes. Outro ponto é que não é qualquer coisa que assisto, depende muito do assunto.
Mas aproveitei minhas férias de julho para assistir algumas séries, e dentre elas a série mais esperada (por mim) e querida do Netflix Gilmore Girls


Sinopse
Lorelai Gilmore fez algumas escolhas erradas em sua vida, mas tem feito o melhor que pode para educar a sua filha Rory e colocá-la na faculdade. Lorelai teve Rory com apenas dezesseis anos e isto causou muita fricção com seus conservadores pais, Richard e Emily Gilmore. Esta família de classe alta decidiu que Lorelai teria de se casar com o pai de Rory e, devido a imensas discussões, Lorelai decide fugir de casa, emancipar-se e criar Rory sozinha. Encontra refúgio na pequena cidade de Stars Hollow, onde o povoado é tudo menos usual. A pequena cidade, que parece ter saído de um livro de contos infantis, é um local agradável para se viver. Repleta de pessoas que as tratam bem, como Sookie St. James, cozinheira na pousada em que Lorelai é gerente e Luke Danes, dono da lanchonete mais movimentada de Stars Hollow, que tem uma queda por Lorelai.
Lorelai vê-se num dilema, logo no início da trama, com o que fazer para que a filha entre para o liceu privado de Chilton, conhecido por conseguir que os seus alunos entrem nas Universidades mais conceituadas dos EUA sendo ótimo para Rory, que queria entrar para Harvard. Para tal, decide deslocar-se a Hartford e pedir aos pais um empréstimo, ao qual eles cedem com a condição de que os jantares de sexta-feira fossem realizados com eles até ao fim do secundário de Rory. 


A série ficou conhecida por volta dos anos 2000, confesso que eu não assisti, lembro vagamente da série passando na TV, mas sempre vi diversos comentários sobre a série que me deixavam curiosa, principalmente pelo fato de Rory ser uma leitora compulsiva na série.


O enredo da série me cativou principalmente pela relação entre mãe e filha. A Lorelay é mãe solteira, ficou grávida aos 16 anos, acabou saindo de casa e criou sozinha a Rory.

As duas tem uma relação linda de mãe e filha, tem muito companheirismo, diálogo e há muito amor. A Lorelay é uma mãe liberal de certa forma, mas ao mesmo tempo ela se inteira da vida da filha, conversa sobre tudo, e faz de um tudo pela Rory e seu futuro. Além disso eu gostei muito da relação da Lorelay com os seus pais Richard e Emily, e da Rory com os avós.


Lorelay não teve a mesma relação com sua mãe, não teve proximidade dos seus pais na adolescência e apesar das diferenças, ela faz questão de que a filha tenha contato com os avós, e não se intimida em pedir ajuda.


Por conta de não conseguir pagar uma boa escola para Rory se preparar para a faculdade, Lorelay acaba pedindo dinheiro emprestado para os pais, e a única coisa que eles pedem em troca é uma janta nas sextas-feiras, com a desculpa de terem mais contato com a neta. Gente eu adorava quando chegavam essas cenas, porque para as duas esse jantar é um sacrifício, e para a Emily (avó) é um momento único, tanto que elas não podem ir de roupa esporte. Ela é muito engraçada, sarcástica, fala o que pensa, aiii, adoro ela.




Como a Lorelay trabalha fora o dia todo como gerente em um hotel, muito pouco elas cozinham em casa. Por isso elas fazem praticamente todas as refeições no bar do Luke. Mãe e filha são viciadas em café (outro ponto que me identifiquei :). Lorelay e Luke são muito amigos, e me peguei torcendo para que os dois ficassem juntos, pois achei que combinavam. Mas a relação entre os dois está mais para amizade, se ajudam, e Luke cuida da Rory quase como um pai. Ele é um dos meus personagens favoritos da série.



Depois que você começa assistir a série é impossível parar. Gostei muito do desenvolvimento, e de como vamos acompanhando o crescimento da Rory, na família, na escola, passagem para a faculdade, descobertas, dúvidas, escolhas, relacionamentos, amizades e seu amadurecimento.



Durante a série Rory lê 340 livros, alguns ela cita, outros aparecem com ela em cena. Preciso dizer que me identifiquei? Tem uma cena que eu adoro, quando Rory enche a mochila de livros para ir para a escola, pois cada um é para um momento. Me vi em diversas situações.



Assistam o vídeo para conhecer um pouquinho de Rory e seus livros

              


Como vocês já devem ter percebido eu amei a série, porque me identifiquei muito com a Rory e o enredo é muito bom. Claro, aqui não cometei tudo, tem outros personagens importantes como a Lane Kim sua melhor amiga, Christopher o pai de Rory que se faz presença na vida das duas e sempre que ele reaparece é clima na certa, a Paris sua inimiga de inicio na escola Chilton, mas com o passar do tempo tornam-se amigas, entre outros personagens.




Para quem ainda não assistiu, no Netflix tem 7 temporadas, com 20 a 22 episódios. No dia 25 de novembro estreia a 8 temporada com quatro novos episódios de 90 minutos, estou ansiosa!!



Se você ainda não conhece a série assista o vídeo abaixo para conhecer um pouquinho do cenário, você irá se apaixonar. (amo essa música de fundo e a de abertura, e sim sou dessas que canta junto)


            

Vocês já assistiram, gostaram?? Se tiverem alguma série boa pra me indicar, deixe nos comentários!!





segunda-feira, 15 de agosto de 2016

Resenha: Três Coisas Sobre Você


Oi pessoal, tudo bem?

Hoje venho com dica de leitura YA, para quem curte fica a dica! Realizei a leitura em parceria com a Editora Arqueiro!



Três Coisas Sobre Você

Sinopse
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.




Quando eu vi a capa deste livro fiquei apaixonada e não pensei duas vezes antes de solicitar para editora. Eu não sabia exatamente do que se tratava a história e comecei a leitura sem saber o que esperar. Talvez isso tenha prejudicado um pouco o aproveitamento da leitura, pois esperava um romance New Adult, e por conta disso demorei para me conectar na história, e talvez por eu estar numa vibe de livros mais adultos, não sei. (Concluí que é necessário eu me inteirar mais sobre os assuntos dos livros antes de adquiri-los).

Jessie ainda não superou a morte da mãe, e vê tudo desabar quando fica sabendo que seu pai vai se casar novamente, e que ela terá que se mudar para Califórnia. Diante da real situação, Jessie se vê perdida, sem sua melhor amiga Scarlett, com um meio irmão e além de tudo terá que frequentar uma nova escola, onde as garotas são diferentes dela. 

Além das questões pessoais, Jessie terá que lidar com a nova escola, com os colegas ricos e esnobes, e quando parece que tudo está horrível, ela recebe um e-mail misterioso, assinado com "Alguém Ninguém". Essa pessoa não se identifica, mas é estudante da mesma escola e diz que quer dar algumas dicas de como literalmente sobreviver nesta escola. No início ela fica meio desconfiada, mas aos poucos vai percebendo que pode confiar. Tudo que ela quer mesmo é descobrir quem é esta pessoa que começa lhe enviar e-mails freneticamente, e ela como está numa fase de poucos amigos acaba formando amizade com AN de forma virtual. Vale ressaltar que aos poucos ela vai nutrindo um sentimento por esta pessoa :)

O enredo do livro é muito bom e instigante, é uma leitura leve e gostosa. Confesso que no início eu demorei a me conectar com a protagonista e seus problemas, mas a partir do momento que os e-mails com o destinatário misterioso começaram a aparecer eu fui ficando cada vez mais curiosa para descobrir quem era que estava por trás dos e-mails.

O que eu mais gostei no livro foram as trocas de e-mails, adoro quando ocorre isso nas histórias, e claro o fato de ter todo esse mistério envolvido de quem poderia ser o AN, a autora nos confunde, e a cada hora pensamos que é uma pessoa diferente.

No todo o livro é bom, um YA que cumpre bem o seu papel, e indico para quem curte este tipo de livro. Confesso que a apesar da trama ter me envolvido de certa forma, e de todo mistério ter me segurado na leitura, não foi um livro que me conquistou no total e fiquei com a sensação de que faltou algo (odeio quando isso acontece), mas valeu a leitura!! 

Vale  apena também ressaltar que a autora traz presente questões importantes que os adolescentes passam nesta fase da escola, como o bullying, também a questão da perda, o valor da amizade, questão familiar, sexualidade, preconceito, entre outros.

Se vocês ficaram curiosos para saber o desenrolar dessa história leiam!!


Resultado de imagem para duologia tensão

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Resenha: Pecados no Inverno


Oi meus amores!

Hoje vamos conversar sobre o terceiro livro da série "As quatro estações do amor", da autora Lisa Cleypas, publicado pela Editora Arqueiro.

Pecados no Inverno
As quatro estações do amor #3

Sinopse
Agora é a vez de Evangeline Jenner, a Wallflower mais tímida que também será a mais rica quando receber sua herança. Mas primeiro ela tem que escapar das garras de seus ambiciosos parentes, Evie recorre a Sebastian, visconde de St Vincent, um conhecido mulherengo, com uma proposta incrível: que se case com ela!A fama de Sebastian é tão perigosa que trinta segundos a sós com ele arruínam o bom nome de qualquer donzela. Mesmo assim, esta cativante jovenzinha se apresenta em sua casa, sem acompanhante, para lhe oferecer sua mão.Mas a proposta impõe uma condição: depois da noite da lua-de-mel, o casal não voltará a ter relações íntimas. Evie não deseja torna-se apenas mais uma que Sebastian descarta sem piedade, o que significa que Sebastian simplesmente tem que trabalhar mais duro na sua sedução... ou, talvez entregar seu coração pela primeira vez em nome do verdadeiro amor.


Este livro é o terceiro da série "As quatro estações do amor". A série contém quatro livros, onde acompanhamos quatro amigas tentando arranjar um marido. No primeiro livro "Segredos de uma noite de verão" acompanhamos quando as quatro jovens Lilian, Deisi (sua irmã), Anabelle e Evangeline tornando-se amigas e formando o grupo Flores secas. Elas fazem o compromisso de uma ajudar a outra a conseguir um marido. Neste primeiro livro acompanhamos a saga de Annabelle, no segundo livro a Lilian e  eis que agora no terceiro acompanhamos Evangeline.



Evangeline é a mais tímida das quatro amigas, e por uma necessidade ela toma uma atitude que ninguém esperava, casar-se com o libertino  Sebastian Visconde de St. Vivent.
O pai de Evangeline está prestes a morrer, mas seus tios não a deixam visitar o pai no leito de sua morte, tudo que eles querem é a herança da moça, pois ela ficará muito rica e para isso a querem obrigar a casar-se com o primo Eustace.

Para fugir disso tudo Evangeline percebe que a única forma de se libertar da família e ir ficar com o pai em seus últimos dias de vida, é casando-se. E a primeira pessoa que lhe vem a mente é o Visconde Sebastian, pois ele está atrás de uma jovem com um bom dote.

Sebastian não tem uma boa reputação, ele é um libertino e para piorar a situação no livro "Era uma vez no Outono" ele sequestrou a Lilian para casar-se com ela tendo em vista o dote. Evie sabe de tudo isso, e dessa vontade dele de aumentar sua fortuna, e é por isso que tem a ideia. Evie chega na casa do Visconde fugida de casa, e lhe propõe o casamento, um casamento sem amor, mas com uma condição, depois de consumado o casamento, os dois não teriam mais relações.

O casamento parece que terá uma vantagem para os dois, ela quer a liberdade da família e Sebastian o dote, e assim Evie coloca seu plano em prática. Depois de um casamento às pressas eles vão para casa onde o pai de Evie mora, mas o que ela não esperava era que Sebastian se comportaria tão bem como seu marido. Ele é gentil, faz de um tudo para ajudar, preocupa-se com ela, e ao ver o estado de seu pai com tuberculose, ele toma as rédeas dos negócios da família.

Aos poucos Sebastian e Evie vão nutrindo um sentimento que nem eles mesmos querem reconhecer, pois é um casamento sem amor. Mas a atração entre os dois é inevitável e Sebastian percebe que será impossível ficar longe de Evie, ele quer ter mais noites de amor com sua esposa. Evie não acreditando muito nas intenções e sentimentos do morido lhe propõe um desafio, ela só irá se render aos seus encantos se ele ficar três meses sem dormir com uma mulher. 

A partir daí a história toma uma rumo que eu não esperava, muitas coisas acontecem e fui surpreendida com tudo que aconteceu. Essa história teve todo um enredo diferente do que estou acostumada a ler nos romances de época e o que eu mais gostei e chamou minha atenção foi a forma que o casal s relacionou. Normalmente os casais dos outros livros não se dão bem de início, e há muitas implicâncias. Aqui apesar do combinado, do casamento sem amor, o casal se trata muito bem, e levam adiante a decisão, mas também se permitem amar, eu gostei muito disso. Também penso que o amor de Evie pelo pai e toda a situação de vida dela, foi o que ajudou ela a agir com toda essa determinação e coragem.  

Sou suspeita em falar, pois amo os romances de época, mas eu amei este livro, principalmente pelo enredo ter me surpreendido, a autora me apresentou algo diferente, me envolvi com a história, fiquei encantada pelo Sebastian e admirei muito a Evie. É uma leitura gostosa, leve, com toques de humor que eu adoro. Só me resta dizer LEIAM.



Resultado de imagem para duologia tensão