Categorias:


Oi meus amores, tudo bem? Hoje vamos comentar sobre meu primeiro contato com a escrita da autora Babi Dewet. Para quem não conhece a autora, ela publicou seus primeiros livros independente, logo depois a série Sábado à Noite (Generale), foi convidada a escrever um conto para o livro Um ano inesquecível, e agora a triologia A cidade da música.

Já faz um tempinho que eu conheço a autora, mas somente agora eu tive a oportunidade de ler um livro dela, e já adianto que valeu muito a pena. A escrita da Babi é muito boa, envolvente, fluida e cativante. Adorei essa sacada da autora de criar uma história que vai se passar numa escola de música.

"A vida é como uma orquestra: são necessários muitos instrumentos em harmonia para que a música toda faça sentido. Mas, na maioria das vezes, você nem sabe tocar esses instrumentos. E sempre vai ter alguém dizendo que seu gosto musical é ruim, mesmo que seja o som que te faz feliz. E isso é um saco! Principalmente quando se é jovem e cheio de sonhos". (Pag. 281) 

Valentina Gontcharov é uma garota que já nasceu com o dom para a música, ela é uma guitarrista de ouvido super afiado, e seu maior sonho é estudar na Academia Margareth Vilela. Mesmo não tendo condições financeiras para pagar a escola, ela acaba se escrevendo, e passa. Este seria um problema, como pagar a escola, mas para sua surpresa seu pai ausente que também é um músico conhecido, ressurge das cinzas, e quer lhe ajudar a pagar a escola.

Tendo tudo pronto, Tim como é chamada pelos seus conhecidos, se lança nesta nova etapa de sua vida, e vai estudar na Academia Margareth Vilela.  De início ele se vê um pouco perdida, se sente diferente de todos, ela tem um estilo bem diferenciado e gosta de rock, enquanto seus colegas tocam violino ou piano, e são bem diferentes. Ela chega na escola querendo tocar e aprender mais do que gosta, mas se depara com aulas teóricas, e terá que aprender a tocar piano, OMG!


Logo no início ela vê umas garotas falando do tal Kim, até que ela o conhece. Ele além de ser o filho da dona da escola, ele é o melhor pianista, lindo e asiático. A repulsa que existe entre os dois é notável, de cara eles não se dão muito bem.

Tim terá que correr para aprender a tocar piano, as aulas não são fáceis, e ela precisa logo aprender a ler as partituras e tocar. Em terceira pessoa acompanhamos a rotina na escola de música, as aulas, a vida dos estudantes, e muitos sonhos envolvidos e interligados.

É uma história bem desenvolvida, com personagens marcantes que nos fazem querer mais, e até fazer parte desta escola de música. Eu gostei muito do enredo, de como ele foi se desenvolvendo, e do pano de fundo a "Academia Margareth Vilela", e já estou curiosa para saber o que acontece nos outros livros da triologia!!


Turnê Babi Dewet
Gente, a Babi está passando por várias cidades, veja se sua cidade está no cronograma! Aqui em POA ela vem amanhã!!

Em Porto Alegre, eu vou o/


E aí, curtiram?!

Categorias:

Oi meus amores! Hoje vou comentar com vocês sobre estes lançamentos que eu estou doidinha para ler.

1. Fãs do impossível - Fãs do impossível conta a história de três amigos, Mira, Sebby e Jeremy, em meio aos complexos conflitos da adolescência. Mesmo sentindo-se despedaçados, sem motivos para serem amados e tentando não sucumbir à solidão, os três lutam pela vida, cada um à sua maneira.Mira está começando em uma escola nova, depois de passar um tempo no hospital. Ela se sente insegura no novo ambiente e acha que não vai conseguir ficar longe de seu melhor amigo, Sebby, um garoto brincalhão que leva a vida com boas doses de mentira e bom humor, até que seu lado mais destrutivo vem à tona.
Jeremy está retornando à antiga escola, depois de um tempo afastado por causa de um incidente traumático que arruinou seu ano letivo. Tímido e quieto, ele deseja se aproximar de Mira e Sebby.
Juntos, contra todas as expectativas, eles vão viver o impossível.
Este livro tem uma premissa interessante, fiquei curiosa pela trama! A questão da amizade e a luta pela vida. Quero ler! (Editora Intrínseca)
2. Novembro - Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?
Eu tive meu primeiro contato com a escrita da autora com o livro "Um dia" e agora já estou louca para ler este. (Galera Record)
3. O ano em que disse sim - Você nunca diz sim para nada. Foram essas seis palavras, ditas pela irmã de Shonda durante uma ceia de Ação de Graças, que levaram a autora a repensar a maneira como estava levando sua vida. Apesar da timidez e introversão, Shonda decidiu encarar o desafio de passar um ano dizendo “sim” para as oportunidades que surgiam. Os “sins” iam desde cuidar melhor de sua saúde até aceitar convites para participar de talk shows e discursos em público. Além disso, Shonda deu um difícil passo: dizer sim ao amor próprio e ao seu empoderamento. Em O Ano em que disse sim, Shonda Rhimes relata, com muito bom humor, os detalhes sobre sua vida pessoal, profissional e como mergulhar de cabeça no “Ano do Sim” transformou ambas e oferece ao leitor a motivação necessária para fazer o mesmo em sua vida. 
Fiquei muito curiosa para ler este livro, depois que eu descobri que a autora dele é a mesma que criou e produziu Grey's Anatomy. E a premissa é bem interessante. (Best Seller Grupo Editorial Record)
4. Contos peculiaresO livro dentro dos livros, Contos peculiares é a coletânea de contos e fábulas citada ao longo da série O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares — o livro com as histórias que os jovens peculiares escutam sua protetora contar e recontar.
Eu li o primeiro livro desta série e pretendo ler todos os outros, mas este contém os contos citados no livro, por isto estou curiosa. (Editora Intrínseca)
5. Mas você vai sozinha?Mulheres que viajam sozinhas com certeza já ouviram essa pergunta. Seja em outro continente ou na cidade vizinha, é sempre um ato de coragem decidir conhecer um lugar por conta própria. Neste livro, Gaía Passarelli fala com sinceridade e bom-humor sobre suas aventuras sozinha pelo mundo. Ela não vai te dizer pra largar tudo e sair por aí, nem te dar dicas de como ser cool em Nova York. Estas são histórias sobre ser consolada por um xamã andino, molhar os pés nas águas do mar do extremo sul da Índia e dormir debaixo de uma mesa de bar no Texas. É sobre viajar e voltar pra casa. Acima de tudo, este é um livro que fala sobre ser mulher e, ao mesmo tempo, ser livre pra viajar por aí sem companhia, sem medo e sem preconceito.
Este livro é um dos lançamentos da Globo Alt, acho que ainda está chegando nas livrarias. Ele tem uma premissa interessante, aborda sobre ser mulher, ser livre e viajar. Parece bom, estou curiosa!

E vocês já conheciam algum destes livros, já leram? Comentem aí!!


Categorias:



Oi meus amores!! Eu vi esta tag em vários blogs literários, achei legal e resolvi responder aqui no blog, bora lá!

1. Alegria: O livro que trouxe mais felicidade

O Duque e Eu  Austenlândia
Escolhi "O Duque e Eu" representando todos romances de época, são os livros que eu mais gosto de ler, e que me deixam muito feliz, porque eu adoro romances que se passam em outro século e adoro as características desses livros.
Austenlândia é um livro super divertido, eu ameiii lê-lo. A protagonista é apaixonada pelo Sr. Darcy, o livro é ótimo.

2. Nojinho: O livro mais nojento que você já leu

Amaldiçoado
Escolhi "Amaldiçoado", não porque tem coisas nojentas na história, e sim porque a história é muito bizarra. Não foi uma leitura prazerosa, mas foi curioso, e o desenrolar da história me deixou de boca aberta. Veja a resenha aqui.

3. Medo: O livro que mais te assustou.

O Quarto Dia
Esse livro tem uma história de arrepiar. Não é aquele terrorrr sabe? Mas conforme você vai lendo, vai dando aquele arrepio na espinha. O livro é ótimo, instigante e curioso. Eu ainda não tive coragem de ler o livro "Os três", que é um livro anterior a este, mas pretendo ler em breve. Veja resenha aqui.

4. Tristeza: O livro que mais te fez chorar

O Diário de Suzana para NicolasO Céu Está em Todo Lugar
Muitos livros me emocionam, mas estes dois em especial me fizeram chorar livros. São histórias lindas. Amei 

5. Raiva: O livro que te deixou irritado

Naomi & Ely e a Lista do Não-Beijo
Este livro me decepcionou, eu estava com altas expectativas para lê-lo, e enquanto lia comecei a me irritar, não concordava com as atitudes dos personagens, porque mesmo eles estando errados, se sentiam certos e isso me incomodou. Veja a resenha aqui


E aí, já conheciam a tag? Já leram algum desses livros? Comente aí!!


Categorias:


Hoje volto a falar de séries, quem aí curte Grey's Anatomy? No início eu não gostava muito, não curto muito filmes que tem como pano de fundo hospital e doenças envolvido, mas aqui a situação foi diferente. Depois de ver muitos comentários sobre a série, eu resolvi dar uma chance e simplesmente viciei. Eu não assisti mais nada na tv enquanto não terminei de assistir todas as temporadas e episódios da série, é muito boaaa.


Resultado de imagem para serie grey's anatomy
Na primeira temporada conhecemos os protagonistas, Meredith Grey, filha da renomeada cirurgiã Ellis Grey, é selecionada como interna do Hospital Seattle Grace. Lá, conhece Cristina Yang, Izzie (Isobel) Stevens, George O' malley e Alex Karev também internos, e que virão a se tornar seus melhores amigos durante o período como interna. Entre as outras personagens, se encontram a Dr.ª Miranda Bailey, apelidada de "Nazista" por sua rigidez e dureza com os alunos; os cirurgiões Dr. Derek Shepherd (par romântico de Meredith) e o Dr. Preston Burke. Além deste, há o Dr. Richard Webber, cirurgião-chefe e administrador do hospital.
Nesta primeira temporada acompanhamos os primeiros meses dos personagens como internos no hospital, suas dificuldades e como era seu dia-a-dia. Eles sofrem como residentes, a vida não é fácil dentro do hospital, os chefes são exigentes, mas a equipe persiste e o legal que a equipe de residentes acaba fazendo amizade e uns ajudam os outros, formando praticamente uma família.
Resultado de imagem para serie derek e meredith
Logo no início Meredith apaixona-se pelo Dr. Shepherd, e os dois tentam manter em segredo o relacionamento, que é um tanto conturbado de início, Meredith sendo uma residente não poderia ter um relacionamento com um médico onde ela está em residência. E assim começa se desenvolver o primeiro romance. Claro, este não será o único, tem muita água pra rolar de baixo desta ponte.
Meredith tem uma casa grande, e logo abriga seus amigos de residência que não tem onde morar. Acompanhamos a vida de cada um, o elo de amizade, seus relacionamentos, problemas, acompanhamos de perto como é a vida de um médico, suas renúncias, dificuldades, mas também a série nos mostra que mesmo eles sendo médicos, eles também são humanos.

Resultado de imagem para serie grey's anatomy karev
O legal é que a série não foca só no hospital, conhecemos a vida e o passado de cada personagem, seus problemas, familiares e tem muito romance. Acontece de tudo dentro e fora do hospital.
Outra coisa que eu gostei muito foi do amadurecimento dos personagens, ao longo das temporadas muita coisa acontece, é de tirar o fôlego e os personagens vão tornando-se bons profissionais, fazendo suas escolhas de vida.
Depois que você começa a assistir, não consegue mais parar, talvez no início não lhe chame muita atenção, mas conforme a história vai se desenvolvendo vai ficando muito boa. É uma série que surpreende a cada temporada, vale muito a pena assistir.

Resultado de imagem para serie grey's anatomy karev
Não poderia deixar de comentar que meu personagem favorito é o Alex Karev, chamado pelos médicos de Karev. Nas primeiras temporadas ele é marrento, mulherengo, bem chatinho, tem uma história de vida bem difícil, mas ao mesmo tempo ele é carismático. Ele não tá nem aí pra nada, pensa só nele mesmo e acho que ficou com todas as enfermeiras do hospital.(srsrs) Mas conforme o tempo vai passando, ele vai amadurecendo, descobre a área que ele vai atuar como médico, tem coração e age com o coração, e depois de idas e vindas ele praticamente se torna um homem pra casar. Na minha visão ele foi o que mais amadureceu e mudou na série. Amo eleeee.
Resultado de imagem para serie grey's anatomy meredith
Se você ainda não assistiu e ficou morrendo de curiosidade, corre lá no Netflix, você vai encontrar 12 temporadas, e comece hoje mesmo a maratona :)

E aí, alguém já assistiu? Espero que vocês tenham curtido!

Categorias:



Sábado no dia 17 de setembro na Livraria Cultura, eu tive o prazer de conhecer a Pam Gonçalves. Foi um momento único.
Faz bastante tempo que eu acompanho a Pam, desde quando ela escrevia no blog Garota It, e agora seu no canal YouTube.
Eu gosto muito do canal da Pam, além de ela ser divertida, ela dá umas dicas bem legais. Eu acompanhei os diários de escrita, vídeos que a Pam gravou enquanto escrevia este livro e foi muito legal ver o livro pronto depois de ter acompanhado todo processo. Nestes vídeos ela deu muitas dicas para quem está começando a escrever. Se você ainda não conhece o canal da Pam veja aqui YouTube..

Quando encontramos uma pessoa que admiramos e que conhecemos só pela internet é emocionante. Nesta foto eu estava comentando com a Pam que eu a acompanho a bastante tempo. Ela perguntou se eu já tinha lido o livro, e eu disse que sim, e que tinha lido em um dia, e que inclusive eu já tinha resenha no meu blog. (veja resenha aqui). Ela foi uma querida gente, e anotou o nome do meu blog



Pam estava muito feliz, pude ver nos olhos dela e eu imagino a emoção. Tinha bastante gente na fila. Eu cheguei uma hora antes para conseguir ser uma das primeiras. Ela foi um amor, conversava com todo mundo, sorria, muito querida, e o legal que pudemos tirar fotos com nosso celular (desculpem a qualidade das fotos), mesmo tendo o fotógrafo oficial. (Assim que a editora publicar as fotos, eu mostro pra vocês). 

A Turnê de Lançamento continua, veja se sua cidade está na lista!


E se você ainda não conferiu a resenha que eu fiz de "Boa Noite", veja aqui.